UAI

2

Apesar das lesões, Ceará exalta passagem pelo América: 'Deixei minha marca'

Em entrevista exclusiva ao Superesportes, ex-lateral-direto falou ter sido feliz ao aceitar jogar no Coelho, clube em que se tornou campeão da Série B, em 2017

17/05/2022 08:00 / atualizado em 16/05/2022 22:00
compartilhe
Ceará durante processo de recuperação de lesão no América, em 2017
foto: Mourão Panda/América

Ceará durante processo de recuperação de lesão no América, em 2017


O ex-lateral-direito Ceará deixou seu nome marcado na história do futebol mineiro. Além dos títulos nacionais e estaduais conquistados no Cruzeiro entre 2012 e 2015, o defensor ergueu a taça de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro pelo América, em 2017.



Diferentemente das conquistas com a camisa cruzeirense, Ceará não foi tão participativo na campanha de acesso à elite do futebol nacional pelo Coelho, devido a lesões. Com 37 anos na época, o ex-jogador foi contratado pelo América em agosto de 2017, vindo do Internacional.

Em entrevista exclusiva para o Superesportes, ao quadro 'Por Onde Anda?', o ex-lateral detalhou todo seu processo de saída do Cruzeiro, em 2015, até retornar a Belo Horizonte, para jogar na equipe americana. Ceará ainda negou uma possível proposta de transferência do Coelho logo após sua despedida da Raposa.

"Na verdade, não chegou nenhuma proposta concreta do América naquela ocasião (em 2015). Quando eu saí do Cruzeiro, eu fui 15, 20 dias para uma viagem na Europa. A única proposta concreta que chegou foi a do Coritiba. O Valdir Barbosa, que era dirigente do Cruzeiro, estava como diretor de futebol do Coritiba. Então, ele me fez uma proposta. Com o América houve sondagem, mas não algo concreto. Então, escolhi ir para o Coritiba", contou Ceará.

"Do Coritiba, eu fui até Porto Alegre, no Internacional. Eu rescindi em junho de 2017. Tinha um contrato até dezembro, mas rescindimos em junho, dentro de uma reformulação. Apareceu uma proposta do América. Como eu já estava aqui (em Belo Horizonte), com residência, eu falei: 'Por que não?'. Mais fácil. Por isso, eu aceitei a proposta. E fui feliz na decisão, porque a gente terminou campeão da Série B de 2017. Foi uma boa passagem, ainda que curta. Deixei a minha marca na história do clube", completou o ex-jogador.

Pelo América foram apenas cinco partidas, todas como titular, e nenhum gol marcado. Após se despedir do clube no fim de 2017, o ex-jogador recebeu propostas para acertar com outras equipes, mas decidiu encerrar sua carreira como atleta.
 

Lesões


Em sua passagem pelo América, Ceará foi pouco aproveitado muito devido a problemas musculares. Após lesão na parte posterior da coxa esquerda no início de outubro, quando o Campeonato Brasileiro ainda estava na 28ª rodada, o ex-jogador não foi mais aproveitado pelo técnico Enderson Moreira.

"No América, eu tive uma lesão de posterior (da coxa esquerda). Eu sofri muito com minha perna direita, com a minha posterior, porque eu tenho um desequilíbrio. Uma perna é mais curta que a outra. Mas eu sofri algumas lesões musculares. No América, infelizmente, eu sofri uma lesão dessa. Fiquei um tempo parado. Devido a isso, o Norberto, que era o lateral, teve mais sequência que eu. Nesses quatro meses, eu devo ter jogado de titular mesmo uns cinco ou seis jogos, e entrei em outros", contou Ceará.

Norberto, titular da lateral-direita do América em 2017, fez 25 jogos na temporada, um gol e cinco assistências. Em 2021, o jogador foi contratado pelo Cruzeiro, a pedido do ex-treinador celeste Mozart, e fez 16 partidas. Atualmente, defende a Ponte Preta.

Compartilhe