UAI

2

América: Mancini confirma atrito entre goleiros e detalha saída de Jailson

Técnico do Coelho falou sobre a relação de Jailson e Matheus Cavichioli e ainda destacou que não iria saber o que fazer com a disputa dos goleiros

09/07/2022 06:00 / atualizado em 09/07/2022 10:33
compartilhe
Jailson rescindiu com o América na última terça-feira (5)
foto: Marina Almeida / América

Jailson rescindiu com o América na última terça-feira (5)


Vagner Mancini confirmou o atrito entre os goleiros do América e ainda deu detalhes da saída de Jailson. Em entrevista ao GE nesta sexta-feira (8), o técnico americano falou sobre a rescisão do experiente arqueiro, que foi oficializada na última terça-feira (5). 
  
Ao ser perguntado sobre a existência de um atrito entre os goleiros Matheus Cavichioli e Jailson, Mancini não hesitou e confirmou.

"Eu vou falar a verdade! Não estou aqui para ficar desviando dos assuntos. Nós estamos falando de dois atletas de temperamentos e personalidades quase iguais. São dois atletas extremamente competitivos", destacou Mancini.

A saída de Jailson


Vagner Mancini também fez questão de destacar alguns fatos relacionados à meta americana nas últimas semanas. Jailson era o titular absoluto da posição em 2022, porém se desgastou e ficou fora de alguns treinamentos, perdendo a titularidade. 

Durante este período, Airton teve uma oportunidade, mas quem retornou a usar as luvas pelo América foi Matheus Cavichioli. Afastado desde o início da temporada por um problema no coração, o goleiro titular em 2021 estreou neste ano contra o Flamengo, em 25 de junho, e foi titular novamente contra o Botafogo, no dia 30.

Na sequência, o América enfrentou o Goiás, em 3 de julho, e Mancini contou com o retorno de Jailson, goleiro que estava lesionado durante a titularidade de Cavichioli. Com os dois goleiros à disposição, o técnico optou por Matheus, preterindo o experiente arqueiro que estava sem ritmo de jogo.

"Jailson ficou 12 dias inativos e fez dois treinamentos. Por coerência, eu não podia voltar o Jailson para o gol. Ele não estava tecnicamente e fisicamente pronto para entrar no gol e eu estaria abrindo um precedente de incoerência no meu grupo. Escalei o Matheus e, quando eu escalei o Matheus, o Jailson me chamou. Estava eu, ele e o Fred (diretor de futebol) e ele manifestou o interesse em ficar de fora da partida", pontuou o técnico americano.
 
Vagner Mancini ainda comentou que ficaria em uma situação complicada, visto que teria que escolher entre os goleiros. Porém, o próprio Jailson antecipou a decisão do treinador e optou por deixar o América.

"Eu sinceramente não sei o que faria dali para frente. Eu analisaria a partir do momento em que o Jailson estivesse apto e faria uma escolha entre os dois. Ele acabou se antecipando a isso, disse que tinha as razões dele, e que queria o final de semana para pensar com a família. No começo da semana, a decisão dele foi a que todos vocês já sabem", finalizou o treinador.



Compartilhe