UAI

2

Elogio à torcida, jantar com investidor: encontros de Jorge Jesus com Galo

Treinador é um dos favoritos da diretoria do Galo para substituir Cuca

29/12/2021 09:12 / atualizado em 29/12/2021 15:13
compartilhe
Rubens Menin ao lado de Jorge Jesus, no Independência, em 2019
foto: Renan Damasceno/EM/D. A Press - 18/05/2019

Rubens Menin ao lado de Jorge Jesus, no Independência, em 2019



No dia 18 de maio de 2019, o técnico Jorge Jesus, ainda pouco conhecido em terras brasileiras, foi ao Independência acompanhar a vitória do Atlético por 2 a 1 sobre o Flamengo, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele estava sem clube desde janeiro daquele ano, quando havia deixado o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Jesus assistiu ao duelo em Belo Horizonte na companhia de Ricardo Guimarães, executivo do Banco BMG; de Rubens Menin, da MRV Engenharia e do banco Inter; e de Lucca Bertolucci, agente.

Naquele momento, o Galo estava em busca de um treinador. Levir Culpi havia sido demitido em abril de 2019, e Rodrigo Santana ainda comandava o time interinamente. Hoje, Jorge Jesus volta a ser alvo do Atlético, que não contará com Cuca para 2022.

Jesus fez um acordo e deixou o Benfica nessa terça-feira (28). A boa relação entre Jorge Jesus e a cúpula alvinegra pode ser um fator positivo para que as negociações avancem. O português já elogiou publicamente Ricardo Guimarães, um dos empresários que participam das decisões mais importantes que envolvem o clube mineiro.

Veja técnicos sem clube que são opções no mercado

Elogio à torcida


Em 2019, na primeira visita a BH, ao ser indagado pelo Superesportes sobre o que mais gostou, Jorge Jesus fez um elogio à torcida atleticana. "Gostei principalmente dos adeptos. Os fãs do Galo são impressionantes", concluiu Jesus antes de deixar o Independência.

Então presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara disse que Jorge Jesus estava fazendo apenas uma visita de cortesia ao Atlético. "Ele está aqui realmente fazendo uma visita. Não veio aqui para tratar de contratação com o Atlético e até me disse que irá a São Paulo assistir a um jogo lá também", alegou. (veja o vídeo completo abaixo).

Apesar disso, Câmara admitiu que gostaria sim de ter o lusitano no comando do Galo. "Interessa a qualquer clube do futebol mundial".

Jantar com Ricardo Guimarães


O acerto entre Atlético e Jorge Jesus não ocorreu. Em 2020, o português afirmou ter sido muito bem-recebido em Belo Horizonte por Ricardo Guimarães e explicou por que não assinou com o Galo.

"Houve uma possibilidade do Atlético, um agente me falou nesta possibilidade, vim ver o jogo, recebi o convite para vir, curiosamente foi o jogo entre Atlético e Flamengo. Jantei na casa da pessoa dono do banco BMG (Ricardo Guimarães), onde conversamos e eles foram extremamente simpáticos, não vou me esquecer da forma com que eles me receberam. Mas não era isso que eu queria, tinha outras perspectivas esportivas e, se viesse ao Brasil, sem ofender ninguém, sem desprezar ninguém, tinha que ser uma equipe que me desse pelo menos a ideia que pudesse brigar pelo título", disse Jorge Jesus.

Veja todas as contratações dos times da Série A para 2022



Flamengo


Em julho de 2019, Jorge Jesus acertou com o Flamengo. Em pouco tempo, o técnico português fez história no futebol brasileiro. Em 57 jogos, foram 43 vitórias, 10 empates e apenas quatro derrotas. Ao todo, conquistou cinco títulos: Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Campeonato Carioca. 

No único jogo no qual enfrentou o Atlético, Jorge Jesus ficou com os três pontos. Em duelo da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo pressionou o tempo todo e bateu o Galo por 3 a 1. Os gols foram marcados por Vitinho, Willian Arão e Reinier; Nathan descontou.  

Compartilhe