UAI

2

'Podem esperar esforço, garra e dedicação', garante novo treinador do Galo

Argentino Antonio 'El Turco' Mohamed, de 51 anos, foi anunciado pelo clube alvinegro nesta tarde

13/01/2022 16:17 / atualizado em 13/01/2022 17:26
compartilhe
'El Turco' falou pela primeira vez como treinador do Galo
foto: Reprodução/TV Galo

'El Turco' falou pela primeira vez como treinador do Galo

O Atlético oficializou, na tarde desta quinta-feira, a contratação de Antonio Mohamed como novo treinador. 'El Turco' assinou contrato com o Alvinegro até o fim deste ano, com opção de renovação por mais uma temporada. O argentino de 51 anos se mostrou muito feliz pelo acordo com o clube mineiro.

Durante live da TV Galo, 'El Turco' agradeceu a confiança da diretoria alvinegra em seu trabalho e afirmou que vai trabalhar com muita garra para levar o Atlético a novas taças neste ano.

"Estou muito feliz e muito contente por assumir um grande clube, o Galo. Quero agradecer a toda a direção, em especial o presidente, por confiar em nós. Estou muito animado e digo à massa que pode esperar de nós muito esforço, muita garra e muita dedicação para continuar ganhando títulos. Estamos muito felizes e aguardamos domingo para chegarmos a Belo Horizonte e poder estar com toda a massa atleticana. Vou me esforçar para falar um bom português. Prometo que vou aprender em pouco tempo. Estou contente e agradecido pela oportunidade", disse. 



Onde estão e para onde vão os jogadores emprestados pelo Atlético



Quem é Antonio Mohamed?


De perfil explosivo e bastante participativo, Mohamed tem uma vasta carreira, iniciada no começo do século. Alternou entre Argentina, onde nasceu, e o México, onde fez carreira como jogador. Também teve rápida passagem pelo Celta de Vigo, da Espanha. O último clube que dirigiu foi o Monterrey.

Ao longo da carreira, conquistou a Copa Argentina, a Taça do México, a Liga Mexicana e chegou ao ápice em 2015, quando venceu a Liga dos Campeões da Concacaf, em seu primeiro trabalho à frente do Monterrey. Em 2019, levou o time ao terceiro lugar do Mundial de Clubes, vencido pelo Liverpool sobre o Flamengo.

No currículo, o argentino tem clubes como Huracán, Colón, Independiente, América-MEX e Tijuana-MEX - com o qual foi eliminado de forma dramática para o Atlético nas quartas de final da Copa Libertadores de 2013, em jogo marcado pelo pênalti defendido por Victor no fim, em cobrança de Riascos.

Veja todas as contratações dos times da Série A para 2022



Procura pelo novo treinador


A saída de Cuca, campeão mineiro, brasileiro e da Copa do Brasil em 2021, foi anunciada pelo clube em 28 de dezembro do ano passado - dia seguinte à reunião em que o treinador avisou à diretoria alvinegra que deixaria o cargo.

A partir daí, o Atlético foi ao mercado e teve diferentes alvos. O primeiro foi o português Jorge Jesus, ex-Flamengo, que acabara de deixar o Benfica. O Mister não topou voltar ao Brasil.

Em seguida, o Galo foi atrás do também português Carlos Carvalhal. O novo 'não' veio, em especial, por dois motivos: a dificuldade de convencer o treinador e a multa exigida pelo Braga, clube que o emprega, para liberá-lo.

Com as negativas dos europeus, o Atlético apostou numa investida num sul-americano: o argentino Eduardo Berizzo, demitido da Seleção Paraguaia. Após reuniões com o estafe do treinador, a diretoria alvinegra ouviu outro 'não'.

Foi quando surgiu o nome do também argentino Antonio Mohamed. Ele o português Luís Castro, empregado pelo Al Duhail, do Catar, passaram a ser os alvos. A cúpula corria contra o tempo para anunciar um técnico antes da pré-temporada, que começa na próxima segunda-feira.

As negociações com o 'Turco' avançaram rapidamente e chegaram a um desfecho positivo nessa quarta-feira, como publicou o Superesportes. Enfim, a diretoria alvinegra ouviu o tão aguardado 'sim'.


Compartilhe