UAI

2

Everson pega 12º pênalti, Atlético vence Fla em jogaço e ganha Supercopa

Após empate alucinante por 2 a 2 no tempo regulamentar em Cuiabá, goleiro alvinegro defendeu a batida de Vitinho e garantiu o título alvinegro

20/02/2022 18:35 / atualizado em 20/02/2022 23:44
compartilhe
Everson defendeu pênalti decisivo e deu título ao Galo na Arena Pantanal, em Cuiabá
foto: Alexandre Guzanshe/EM/DAPress

Everson defendeu pênalti decisivo e deu título ao Galo na Arena Pantanal, em Cuiabá



Foi de forma épica, do jeito a que o atleticano se acostumou. Em minoria nas arquibancadas, longe de casa, na 12ª cobrança de pênalti... Sim, na 12ª. Após um empate alucinante por 2 a 2 no tempo regulamentar, os alvinegros que foram à Arena Pantanal, em Cuiabá, vibraram de alegria com a defesa de Everson, o herói que, por pouco, não foi vilão. Vitória por 8 a 7 nos pênaltis sobre o Flamengo neste domingo e título da Supercopa do Brasil garantido.



Atlético ergue a taça de campeão da Supercopa do Brasil



O Atlético volta a campo no próximo sábado, às 16h30, contra o Pouso Alegre. A partida no Manduzão vale pela oitava rodada do Campeonato Mineiro. Já o Flamengo encara o Botafogo na quarta-feira, a partir das 19h, no Nilton Santos, pela oitava rodada do Carioca.


O calor que beirava os 30ºC e o sol intenso em Cuiabá não impediu um jogo intenso desde o início. Sem Zaracho (fora por dores na coxa esquerda), o Atlético iniciou com Savarino. Do lado rubro-negro, o técnico Paulo Sousa apostou num time com três defensores na primeira linha: Fabrício Bruno, David Luiz e Filipe Luís.

Depois de um início equilibrado, a estratégia flamenguista começou a sobressair. As falhas defensivas do Atlético - especialmente com Nathan Silva, "salvo" pela arbitragem que não percebeu um toque com o braço em disputa com Bruno Henrique - geraram boas oportunidades de gol.

Porém, Gabigol (duas vezes) e Fabrício Bruno (de cabeça) desperdiçaram as melhores chances do primeiro tempo. O domínio era rubro-negro, e o Atlético tinha dificuldades para criar. Apagado, Savarino foi superado por Filipe Luís; do outro lado, Keno venceu poucos duelos contra Rodinei. Hulk e Nacho também estavam sem grande brilho.

A etapa inicial caminhava para o fim quando uma falha individual tirou um dos zeros do marcador. Guilherme Arana arriscou finalização de fora da área, o goleiro Hugo (que ganhou disputa contra o experiente Diego Alves) bateu roupa e a bola sobrou para Nacho Fernández só empurrar para as redes: 1 a 0.



O gol do Atlético foi como um banho de água fria na empolgação rubro-negra, que, mesmo em maioria, silenciou nas arquibancadas da Arena Pantanal. No setor Sul Inferior, a minoria atleticana comemorou e se fez ouvida.

Empate

Mesmo sem alterações, o Flamengo voltou com outra postura para o segundo tempo. Com menos de um minuto, a primeira finalização. Aos 11 minutos, Arrascaeta arrancou pela esquerda e cruzou para Bruno Henrique, que cabeceou para defesa de Everson. No rebote, Gabigol só empurrou para as redes e empatou: 1 a 1.



Pouco tempo depois, a virada rubro-negra. Em sua primeira participação no jogo, Lázaro puxou contra-ataque e encontrou Bruno Henrique em profundidade pela direita. O atacante saiu frente a frente com Everson e só cavou na saída de Everson: 2 a 1 e explosão na flamenguista Arena Pantanal.



A partir daí, o Atlético iniciou uma forte pressão contra o gol de Hugo Souza. Por pouco, não empatou na sequência. Foi quando o técnico Antonio Mohamed acionou Ademir e Vargas. De volta após se recuperar de lesão, o chileno ajeitou a bola para Hulk, na área, conseguir o empate. O camisa 7 alvinegro dominou bem, fintou a marcação e bateu de direita mesmo, no ângulo, para deixar tudo igual: 2 a 2.



O jogo seguiu num ritmo intenso até o fim, com chances para os dois lados. O cansaço de início de temporada pareceu pesar, e os times se desorganizaram. Com isso, os espaços foram aparecendo. Mas o 2 a 2 continuou até o fim no placar. A decisão seria mesmo nos pênaltis.

Fotos da vitória do Atlético na decisão por pênaltis contra o Flamengo



Pênaltis

Hulk cobrou e fez 1 a 0 para o Atlético
Lázaro cobrou para o Flamengo e empatou em 1 a 1
Nacho cobrou e fez 2 a 1 para o Atlético
Vitinho empatou para o Flamengo: 2 a 2
Ademir bateu e fez 3 a 2 para o Atlético
Diego cobrou e deixou tudo igual: 3 a 3
Guilherme Arana cobrou e fez 4 a 3 para o Atlético
David Luiz fez para o Flamengo e empatou em 4 a 4
Eduardo Vargas bateu no alto e fez 5 a 4 para o Atlético
Gabigol deixou tudo igual para o Flamengo: 5 a 5
Guga bateu a primeira cobrança alternada para defesa de Hugo Souza: 5 a 5
Willian Arão cobrou e Everson defendeu: 5 a 5
Jair bateu e fez 6 a 5 para o Atlético
Gomes empatou para o Flamengo: 6 a 6
Everson isolou: 6 a 6
Matheuzinho cobrou, e Everson defendeu
Nathan Silva bateu e colocou Atlético em vantagem por 7 a 6
Léo Pereira marcou para o Flamengo e igualou em 7 a 7
Mariano bateu e Hugo Souza defendeu: 7 a 7
Fabrício Bruno isolou, e o empate por 7 a 7 se manteve
Diego Godín isolou
Hugo Souza isolou
Hulk cobrou pela segunda vez e marcou: 8 a 7
Vitinho bateu, Everson defendeu, e Atlético foi campeão!

ATLÉTICO 2 (8) X (7) 2 FLAMENGO

Atlético
Everson; Mariano, Nathan Silva, Godín e Guilherme Arana; Allan (Guga, aos 49' do 2ºT), Jair e Nacho Fernández; Savarino (Ademir, aos 27' do 2ºT), Keno (Vargas, aos 27' do 2ºT) e Hulk
Técnico: Antonio Mohamed

Flamengo
Hugo; Fabrício Bruno, David Luiz e Filipe Luís (Léo Pereira, aos 37' do 2ºT); Rodinei (Matheuzinho, aos 37' do 2ºT), Willian Arão, João Gomes e Everton Ribeiro (Lázaro, aos 18' do 2ºT); Arrascaeta (Vitinho, aos 37' do 2ºT), Bruno Henrique (Diego, aos 26' do 2ºT) e Gabigol
Técnico: Paulo Sousa

Motivo: Supercopa do Brasil de 2022
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Data e horário: domingo, 20 de fevereiro de 2022, às 16h (de Brasília)

Gols: Nacho Fernández, aos 44' do 1ºT, e Hulk, aos 29' do 2ºT (ATL); Gabriel, aos 11', e Bruno Henrique, aos 19' do 2ºT
Cartões amarelos: Nathan Silva, aos 36', e Mariano, aos 48' do 1ºT, Jair, aos 11' do 2ºT (ATL); Gabriel, aos 13', João Gomes, aos 34', e David Luiz, aos 47' do 2ºT (FLA)

Público: 32.028 torcedores
Renda: R$ 3.884.100,00

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Atlético x Flamengo: fotos da Supercopa na Arena Pantanal, em Cuiabá




Compartilhe