UAI

2

Turco brinca que língua não o atrapalha no Galo: 'Entendem quando xingo'

Treinador argentino do Atlético prometeu que está aprendendo português: 'Dentro de 20 dias, na próxima entrevista, vamos falar mais e melhor'

24/03/2022 04:00
compartilhe
Técnico Antonio Mohamed durante partida do Atlético no Mineirão
foto: Pedro Souza/Atlético

Técnico Antonio Mohamed durante partida do Atlético no Mineirão

Há dois meses e meio no Brasil, o técnico argentino Antonio Mohamed tem se mostrado sereno à beira do campo. Fala pouco aos jogadores do Atlético, mas garante: todos o entendem e ele entende todos. As diferenças do português e do espanhol não os atrapalham.

"Entendo tudo, entendo tudo. Quando falam muito rápido, não. Você me pergunta por que não falo dentro de campo? Eu trabalho na semana. Quando tenho que corrigir algo, eu falo forte, eu converso. Se não (tenho que corrigir), não vejo necessidade. E aí falo perto, com quem estiver mais perto, para modificar algo", disse.

Ao argumentar, o 'Turco' citou um episódio que ocorreu ao longo da vitória do Atlético por 2 a 0 sobre a Caldense, nessa quarta-feira, no Mineirão, pela partida de ida da semifinal do Campeonato Mineiro.

"Quando quis mudar para o 4-3-3, falei com Réver, que fez a indicação (para o time). Não sinto que eu tenha que gritar muito. Quando eu tiver que gritar muito, significa que a equipe está muito mal e eu trabalhei pouco durante a semana", prosseguiu.

Turco, em seguida, fez uma 'promessa': em pouco tempo, vai arriscar palavras em português nas entrevistas. Por enquanto, prefere o espanhol. "Estou aprendendo (o português), estou aprendendo. Dentro de 20 dias, na próxima entrevista, vamos falar mais português, vamos falar melhor", disse.

"Os jogadores, dentro de campo, me entendem quando eu os xingo em 'argentino', um palavrão (risos). Isso eles me entendem. Quando não voltam (para marcar), quando não têm intensidade, aí sim...", brinca.

Os melhores times do mundo: veja ranking de março da IFFHS



Compartilhe