UAI

2

Turco avalia vitória do Galo e diz que esperava placar elástico no 1° tempo

Treinador explicou estratégia utilizada no triunfo contra o Inter e opção por poupar alguns titulares no começo do jogo

10/04/2022 19:48
compartilhe
Turco Mohamed lamentou chances perdidas pelo Galo no Mineirão
foto: Pedro Souza/Atlético

Turco Mohamed lamentou chances perdidas pelo Galo no Mineirão

A vitória do Atlético sobre o Internacional, por 2 a 0, neste domingo, no Mineirão, foi um jogo de tempos distintos. O Galo dominou as ações na primeira etapa, mas não conseguiu converter a soberania em gols. No segundo tempo, o Alvinegro perdeu força, principalmente pela parte física, cedeu oportunidades ao Colorado, mas chegou ao segundo gol já nos acréscimos. 


Para o técnico Turco Mohamed, o Atlético poderia ter goleado no primeiro tempo. "Queríamos definir no primeiro tempo. Tivemos oportunidades, mas não conseguimos concluir. Depois, sofremos um pouco, mas ganhamos bem. O primeiro tempo era para ser 2 ou 3 a 0. Não fomos contundentes", disse o treinador, completando.

"No segundo tempo, nos sentimos cômodos no jogo e eles tiveram algumas oportunidades. O Campeonato Brasileiro é muito parelho. Foi uma vitória justa. Soubemos defender quando tivemos que defender, e fizemos os gols quando era preciso".

A estratégia do Atlético era definir o jogo no primeiro tempo. De acordo com Turco Mohamed, ele esperava um jogo menos intenso na etapa final em função da questão física - os dois times jogaram fora do país no meio da semana e tiveram longas viagens.

O treinador atleticano afirmou ainda que a ideia era explorar as costas dos laterais do Internacional, já que a equipe colorada se defende muito fechando para dentro de sua própria área.

"A gente queria pressionar muito no primeiro tempo. As duas equipes jogaram durante a semana, viajaram. Então, cairia o ritmo da partida. Utilizamos o Hulk e o Sasha por dentro para pressionar o Internacional, com Keno e Ademir pelas pontas, porque sabíamos que eles fecham muito a defesa e poderíamos explorar as costas. No segundo tempo, resolvi trocar porque faltava gente no meio, aí coloquei o Zaracho", explicou. 

Titulares poupados


Depois da longa viagem de Ibagué, na Colômbia, para Belo Horizonte, muitos jogadores do Atlético não tiveram a preparação adequada para enfrentar o Internacional. O técnico do Galo optou por poupar Mariano, Jair, Nacho e Zaracho. Turco esperava muita intensidade e, por isso, a escolha por deixar alguns atletas importantes no banco de reservas.

"Tivemos  um jogo muito intenso na Colômbia, com muitas horas de viagem; foi um dia viajando e chegamos de madrugada. Então, o melhor era trocar jogadores, pois sabíamos que seria uma partida de grande desgaste físico, como foi", concluiu.

Atlético x Internacional: veja fotos da partida no Mineirão



Compartilhe