UAI

2

Turco elogia apoio da torcida do Atlético para vitória: 'Jogador número 12'

Treinador argentino do Galo reconheceu importância de incentivo dos torcedores quando a equipe caiu de produtividade na partida contra o Atlético-GO

14/05/2022 22:10 / atualizado em 14/05/2022 22:32
compartilhe
Turco Mohamed reconheceu importância da torcida do Atlético para o triunfo sobre o Atlético-GO
foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press

Turco Mohamed reconheceu importância da torcida do Atlético para o triunfo sobre o Atlético-GO


O técnico "El Turco" Mohamed reconheceu e elogiou o apoio da torcida do Atlético para a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-GO, neste sábado (14), no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Na avaliação do treinador argentino, os torcedores do Galo compuseram o "jogador número 12".
 
 

Turco também elogiou muito a atuação do Atlético. O treinador argentino voltou a falar em "intensidade" e mencionou o apoio da torcida como um incentivo extra quando a equipe caiu em produtividade no jogo.

"A equipe teve uma grande intensidade. Com exceção da primeira jogada da partida, não recebemos nenhum ataque do rival. A equipe foi muito intensa, pressionou muito e necessitávamos de um jogo assim. Jogar desta maneira, recuperar a intensidade. Estamos tranquilos. Temos que descansar agora e pensar na Libertadores", afirmou.

"Nós temos essa intensidade. O que se passa é que sempre há muitas situações em que, às vezes, o estado físico ou a quantidade de jogos baixa a intensidade. Em um momento do segundo tempo baixamos a intensidade, mas o jogador número 12, que é a torcida, nos levantou. Todos juntos, vamos seguir por esse caminho. Hoje, a torcida foi muito importante, porque, com seu alento, a equipe retomou força e foi buscar o segundo gol. A boa química que há entre os jogadores e a torcida tem que continuar, porque nós queremos ser protagonistas e ganhar todos os títulos", completou.

 

Atlético 2 x 0 Atlético-GO: fotos do jogo pelo Campeonato Brasileiro


Recuperação após críticas e dificuldades


Turco garantiu que o Atlético soube identificar onde estava o problema dos últimos jogos e corrigiu a situação. Ele ainda mencionou a dificuldade da partida, já que o Dragão se defendeu em bloco baixo na maior parte do tempo.

"Se viu o reflexo de que sabíamos onde estava o problema. A equipe funcionou contra o Bragantino e hoje como tem que funcionar. Com muita intensidade, superar o rival. Também fez pressão alta na maior parte do tempo. Mas a equipe já se encontrou de volta ao rumo. Havia saído um pouco do caminho e agora já regressou", avaliou.
 
 

"Em jogos do futebol brasileiro é assim. Quando há um time maior que o outro, o outro joga em bloco baixo. Hoje foi assim em toda a partida. Jogamos ganhando o jogo e eles seguiam assim. Não há espaços, mas temos que ter paciência, saber trabalhar e manter a intensidade para provocar erros da equipe rival", encerrou Turco.

O próximo compromisso do Atlético é contra o Independiente del Valle, do Equador, às 19h da próxima quinta-feira (19), pela 5ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. A partida será realizada no Mineirão, em Belo Horizonte, e o Galo precisará de uma vitória simples para garantir classificação às oitavas de final do torneio continental.

Compartilhe