UAI

2

Atlético perde série invicta na Libertadores e vê recorde 'ameaçado'

Galo emendou impressionantes 18 partidas sem perder - maior marca na história da competição -, mas foi derrotado por 2 a 1 pelo Tolima-COL nesta quarta

25/05/2022 23:00 / atualizado em 25/05/2022 23:11
compartilhe
Jogadores do Atlético posados antes de jogo com Tolima-COL
foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Jogadores do Atlético posados antes de jogo com Tolima-COL

O Atlético perdeu por 2 a 1 para o Deportes Tolima-COL nesta quarta-feira (25), no Mineirão, e viu cair a série de 18 jogos sem derrota na Copa Libertadores - recorde histórico da competição.

Ao mesmo tempo em que o Atlético teve a sequência encerrada, surge um possível desafiante: o Palmeiras, novo integrante do 'top 10' de maiores invencibilidades da competição. O time alviverde venceu o Deportivo Táchira-VEN por 4 a 1 nessa terça e alcançou a 14ª partida consecutiva sem perder.

Veja na galeria abaixo as 10 maiores invencibilidades da história da Libertadores


Maiores invencibilidades da história da Libertadores


O 'pódio' é completo por Flamengo e Sporting Cristal, que ficaram, em diferentes momentos, 17 partidas sem derrotas na Libertadores. O top 10 ainda tem equipes como River Plate, Corinthians e Cruzeiro.

Recorde do Galo


O Galo iniciou a sequência em 2019 e acumulou 11 vitórias e sete empates. Naquele ano, o Atlético já estava eliminado na fase de grupos da Libertadores quando visitou o Zamora-VEN na Venezuela. A vitória de virada por 2 a 1 classificou o time alvinegro à Copa Sul-Americana e deu início à série invicta.

Fora do torneio em 2020, o Galo voltou a disputar a competição em 2021. E teve uma campanha quase irretocável. Dono do melhor aproveitamento na fase de grupos, eliminou os tradicionais Boca Juniors e River Plate nas oitavas e nas quartas de final, respectivamente.

Depois, enfrentou o Palmeiras. No jogo de ida, empatou por 0 a 0 no Allianz Parque. Na volta, ficou no 1 a 1 no Mineirão e foi eliminado por ter levado gol como mandante.

Neste ano, acumulou três vitórias e dois empates nas cinco rodadas iniciais do Grupo D e conseguiu bater o recorde de invencibilidade. Agora, depois de perder para o Tolima-COL, mira as oitavas de final para dar sequência ao sonho do bicampeonato da América.



Compartilhe