UAI

2

Guilherme Arana alcança marca pessoal em virada eletrizante do Atlético

Lateral-esquerdo, que cruzou a bola no lance do gol contra que deu a vitória ao Galo no fim, completou jogo de número 250 como profissional

25/06/2022 23:24 / atualizado em 26/06/2022 00:06
compartilhe
Guilherme Arana celebrou 250 jogos na carreira com virada e assistência
foto: Pedro Souza/Atlético

Guilherme Arana celebrou 250 jogos na carreira com virada e assistência


O lateral-esquerdo Guilherme Arana alcançou marca relevante na carreira em uma noite de fortes emoções para os atleticanos, neste sábado. Ele completou o jogo de número 250 como profissional na virada heroica do Galo sobre o Fortaleza, por 3 a 2, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. 



Guilherme Arana, mais uma vez, teve participação fundamental na virada. Aos 51min da etapa final, ele cobrou falta para a área e Vargas completou de cabeça. A bola ainda teve desvio de Matheus Jussa e foi para as redes do Leão. O lance foi revisado pelo VAR, que validou a jogada. O gol foi dado pela arbitragem ao jogador do Fortaleza, que acabara de entrar em campo e marcou contra. 



Nascido em São Paulo, Guilherme Arana começou na base do Corinthians e subiu ao grupo principal em 2014, sob o comando do técnico Mano Menezes. Mas foi no Galo onde ele teve o maior número de partidas como profissional. No Atlético desde fevereiro de 2020, o lateral-esquerdo já entrou em campo 125 vezes, 121 como titular. 

O bom desempenho no Galo, pelo qual marcou 14 gols e deu 26 assistências (contando o cruzamento na virada sobre o Fortaleza), levou Guilherme Arana à Seleção Brasileira. Ele esteve no grupo que conquistou o ouro olímpico no Japão, em 2021, depois passou a ter chances na equipe principal com o técnico Tite e é um nome praticamente assegurado na Copa do Mundo no Catar.

Atlético x Fortaleza: fotos do jogo no Mineirão pelo Brasileiro



REAÇÃO HISTÓRICA 


Pouco efetivo no primeiro tempo, o Atlético levou dois gols logo no começo do jogo, o que dificultou ainda mais a partida. Romarinho marcou duas vezes para o Leão, enquanto o Galo pouco ameaçou a meta de Marcelo Boeck. 

Na etapa final, o técnico Turco Mohamed mexeu na equipe e deixou o Atlético mais ofensivo. Com a dupla Rubens e Guilherme Arana, pela esquerda, o Galo buscou a virada com três gols de cabeça: Rubens diminuiu, aos 30, Réver empatou aos 41, Matheus Jussa, contra, aos 51min. 


Compartilhe