Cruzeiro

CRUZEIRO

Eduardo Brock elogia Mozart no Cruzeiro: 'Jeito inteligente de jogar'

Zagueiro do Cruzeiro falou sobre o entendimento do grupo com o novo técnico e da felicidade por receber mais oportunidades

postado em 15/06/2021 10:47 / atualizado em 15/06/2021 11:47

(Foto: Reprodução/YouTube/Cruzeiro)
O zagueiro Eduardo Brock, de 30 anos, elogiou o estilo de jogo do técnico Mozart no Cruzeiro, comemorou o retorno ao time como titular e disse que o meia Marcinho mostrou que deveria estar atuando em mais jogos. Em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira, o jogador destacou que o novo técnico da Raposa tem o ‘jeito inteligente’ de jogar. 

“Já se vê que ele vai implementando as coisas dele. É um jeito inteligente de jogar. Cada treinador tem sua forma, mas acho que agora é a hora do grupo ter o entendimento de abraçar o que o Mozart pede, porque ele é literalmente direcionado à Série B, o jogo que se faz na Série B. Acredito que isso vá fazer com que a gente cresça e evolua jogo após jogo”, afirmou. 

O atleta também elogiou a simplicidade do treinador e disse que ambos têm ideias semelhantes sobre a Série B. “É um cara muito simples, que chegou com uma ideia de conhecimento da Série B muito boa, que bate muito com o que eu penso na Série B, com o que eu falei em outras entrevistas, que é um campeonato bastante aguerrido, disputado. Às vezes a equipe baixa a linha, temos que saber jogar com isso, às vezes é o momento de a gente baixar. Eu vejo que ele chegou muito com esse entendimento. Claro, ele vivenciou isso na última temporada e pôde fazer uma campanha muito boa pelo CSA. Então acho que isso só vai acrescentar e agregar o entendimento e o conhecimento dele sobre a Série B.”

Brock foi titular na primeira partida comandada por Mozart, no empate do Cruzeiro em 1 a 1 com o Goiás, pela terceira rodada da Série B. Antes, com Felipe Conceição, ele havia atuado em apenas cinco das 19 partidas disputadas. Ele comemorou o retorno aos 11 iniciais e agradeceu à três pessoas.

“Bom, primeiramente expressar o quanto estou feliz em poder participar novamente de algum jogo, de receber uma oportunidade. Isso é gratificante para mim, mas mostra também que eu trabalhei muito, mesmo nesse tempo que não estava sendo aproveitado, ou que não estava nos planos do treinador, continuei trabalhando. Então aqui vai um elogio para o Belletti (auxiliar técnico), que trabalhou comigo nesse tempo e também o entendimento do Deivid (diretor técnico) e do presidente, de saber que eu, mesmo não sendo aproveitado, era importante para o clube. Acho que isso me fez manter forte e trabalhando bastante. Fico muito feliz de ter entrado, ter feito um jogo consistente. Acredito que tendo outras oportunidades a tendência é ir melhorando, pegando ritmo de jogo”, disse. 

Oportunidades ao grupo


Além do retorno de Brock ao time titular, Marcinho também deve receber mais oportunidades. O meia de 25 anos entrou na última partida e marcou o gol do empate da Raposa. O zagueiro elogiou seu companheiro e disse estar feliz com a reintegração.

“Marcinho é um cara legal, do dia a dia. Um cara bem visto pelo grupo. Acho que isso também valoriza ele e o trabalho dele. No futebol temos que arcar com decisões de pessoas que passam pela nossa carreira. Essa do Marcinho foi uma delas. Essa foi uma opção do antigo treinador. Fico muito contente com essa reintegração dele”, afirmou.

Eduardo ainda destacou a alegria do grupo como um todo e disse que, em sua opinião, Marcinho tem muita qualidade e por isso já deveria ter tido mais oportunidades. 

“Já mostrou que ele deveria estar participando, porque é um jogador de extrema qualidade. Eu fico muito feliz por ele já ter feito um gol. Fico feliz por esses retornos, meu, do Marcinho, de outros jogadores que agora vão ter a oportunidade de retornar também, de iniciar um novo trabalho. Isso é de suma importância. Isso vem com um clima bom para o grupo. Quem convive aqui no dia a dia, sabe o quanto o grupo está feliz com tudo isso. Essa soma de fatores vai fazer com que a gente consiga melhorar na competição, que venham os resultados e que a gente atinja nossos objetivos”, explicou.

Tags: cruzeiro raposa marcinho serieb mozart interiormg futnacional estilo de jogo eduardo brock