Vexame do Cruzeiro no jogo 50 da Série B mostra luta contra o rebaixamento

Departamento de Matemática da UFMG calcula as probabilidades de queda e acesso da Raposa; time azul briga para não cair desde 2020

18/07/2021 14:10 / atualizado em 18/07/2021 14:33
compartilhe
Cruzeiro perdeu de goleada para o Avaí, em casa, aumentando a crise no clube
foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press

Cruzeiro perdeu de goleada para o Avaí, em casa, aumentando a crise no clube

A goleada sofrida pelo Cruzeiro em pleno Mineirão diante do Avaí, por 3 a 0, confirma a luta do time azul contra o rebaixamento para a Série C. O vexame aconteceu no jogo de número 50 da Raposa na Série B e só aumentou a preocupação dos torcedores. Eles acompanham a inglória briga para não cair pela segunda temporada seguida.
 
Com 12 jogos já disputados em 2021, o Cruzeiro é apenas o 16º colocado na tabela, à beira do Z4, com 11 pontos e 30,60% de aproveitamento. São duas vitórias, cinco empates e cinco derrotas, com 16 gols marcados e 22 sofridos. A defesa é a pior da Série B. 

Assim, a Raposa tem 37,5% de cair para a Série C, segundo estatística do Departamento de Matemática da UFMG. No outro extremo, o time azul  tem somente 2,3% de chances de subir para a Série A. 
 
Os dados refletem o que acontece desde o primeiro momento em que passou a disputar a Série B.  Nos 38 jogos de 2020, o Cruzeiro somou 49 pontos, aproveitamento de 42,90%. Com este desempenho, o time se limitou a afastar o risco de queda para a Série C. Vale ressaltar que na temporada passada, o Cruzeiro foi punido pela Fifa com perda de seis pontos. 

Raposa passa longe do G4 

O Cruzeiro, que no ano passado em nenhum momento esteve no G4 que garante o acesso, passou a maior parte da competição lutando para não cair. O pesadelo só teve fim na 36ª rodada. A Raposa venceu o Operário-PR, por 2 a 1, no Estádio Independência, e escapou da queda.   
 
O técnico era Luiz Felipe Scolari. Contratado justamente para evitar a tragédia, Felipão levou o Cruzeiro ao 11º lugar, com 49 pontos, 12 a menos do que o Cuiabá, quarto colocado que conseguiu o acesso.   
 
O Cruzeiro do técnico Mozart volta a campo nesta terça-feira (20). O adversário será o Remo pela 13ª rodada da Série B, no Estádio Baenão, em Belém-PA. A equipe paraense é treinada por Felipe Conceição, demitido da Raposa em maio. O treinador não resistiu à eliminação do time para o Juazeirense, na terceira fase da Copa do Brasil, e foi demitido. 

Compartilhe