Na Série B, Cruzeiro tem média de quase dois gols sofridos por jogo

Time ampliou números negativos ao perder por 3 a 0 para o Avaí

18/07/2021 06:00 / atualizado em 18/07/2021 08:41
compartilhe
Cruzeiro foi goleado pelo Avaí por 3 a 0, nesse sábado, no Mineirão
foto: Ramon Lisboa/EM D.A Press

Cruzeiro foi goleado pelo Avaí por 3 a 0, nesse sábado, no Mineirão

O Cruzeiro tinha a expectativa de se livrar do rótulo de defesa mais vazada da Série B, porém ampliou ainda mais a marca negativa ao perder por 3 a 0 para o Avaí, nesse sábado, no Mineirão. O revés fez o time chegar a 22 gols sofridos em 12 rodadas, com uma média de quase dois por partida (1,83). Na classificação, a Raposa está em 16º, com 11 pontos. O Confiança, 17º, soma nove, da mesma forma que Vitória (18º) e Ponte Preta (19º). O lanterna é o Londrina, com oito.

Os gols da vitória do Leão foram marcados em lances de contra-ataque por Marcos Serrato, aos 17 minutos do primeiro tempo, e Renato, aos 24 e 35 da etapa final. As estatísticas apontaram nove finalizações do time catarinense - quatro em direção à meta de Fábio. Já a equipe mineira controlou a posse de bola (63%), porém foi pouco efetiva no ataque. A melhor chance ocorreu aos 6 da etapa final, em cabeceio de Marcelo Moreno no travessão.


Especialmente nos gols de Renato, o Avaí se aproveitou da desorganização defensiva do Cruzeiro, que tinha apenas Rhodolfo como zagueiro de ofício. O auxiliar Denis Iwamura, substituto do técnico Mozart, que estava suspenso, fez modificações emergenciais no segundo tempo.

No intervalo, Denis trocou o lateral-esquerdo Jean Victor pelo atacante Felipe Augusto. Já aos 20, colocou o atacante Wellington Nem no lugar do zagueiro Léo Santos. Rômulo, Rafael Sobis e Giovanni também entraram no jogo para as saídas de Lucas Ventura, Claudinho e Bruno José.

O propósito das alterações era tornar a equipe mais ofensiva, visto que o Avaí, até então, vencia por apenas 1 a 0. Só que a estratégia caiu por terra a partir do momento em que os visitantes encontraram espaço no meio-campo para tocar a bola e chegar perto do gol defendido por Fábio.

Em dado momento, parecia até que o Cruzeiro jogava com um homem a menos, tamanha a facilidade em que o Avaí contragolpeou. O time terminou o jogo com um zagueiro, um lateral, dois volantes, dois meias e quatro atacantes.

Cruzeiro: goleada para o Avaí vira zoação na internet


A própria comissão técnica admitiu que adotou a estratégia sem treinar. “Especificamente essa situação não treinamos. Consideramos uma situação de emergência para abrir um pouco mais o time e tentar ser mais ofensivo, indo para o tudo ou nada para empatar e virar. Infelizmente não deu certo”, disse Denis Iwamura.

No confronto anterior, o Cruzeiro também sofreu três gols no empate por 3 a 3 com o Botafogo, no Rio de Janeiro. O mesmo ocorreu diante de Guarani - 3 a 3, no Mineirão, pela oitava rodada - e Confiança - derrota por 3 a 1, no estádio Batistão, em Aracaju, pela primeira rodada. Contra o CRB, pela segunda rodada, a Raposa perdeu por 4 a 3, em Belo Horizonte.

Mozart Santos já testou várias alternativas para minimizar os gols sofridos - trocou peças na defesa, mudou o esquema tático para três zagueiros, colocou dois volantes -, mas nenhuma surtiu efeito. Pressionado no cargo, ele tentará corrigir o problema visando ao duelo contra o Remo, às 19h de terça-feira, no estádio Baenão, em Belém.

Resultados do Cruzeiro na Série B:


Cruzeiro 0x3 Avaí
Botafogo 3x3 Cruzeiro
Cruzeiro 0x0 Coritiba
Brasil 0x0 Cruzeiro
Cruzeiro 3x3 Guarani
CSA 2x1 Cruzeiro
Cruzeiro 2x1 Vasco
Operário 2x1 Cruzeiro
Ponte Preta 0x1 Cruzeiro
Cruzeiro 1x1 Goiás
Cruzeiro 3x4 CRB
Confiança 3x1 Cruzeiro

Compartilhe