Fica ou sai? Brock responde se pretende renovar contrato com o Cruzeiro

Zagueiro também falou sobre a importância do técnico Vanderlei Luxemburgo para 'blindar' o elenco em meio à crise financeira do clube

20/10/2021 07:00 / atualizado em 20/10/2021 15:06
compartilhe
Brock disputou 23 jogos e marcou um gol pelo Cruzeiro em 2021
foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Brock disputou 23 jogos e marcou um gol pelo Cruzeiro em 2021


Titular absoluto na defesa do Cruzeiro , Eduardo Brock tem contrato até maio de 2022, quando se encerra o Campeonato Mineiro. Perguntado se gostaria de permanecer no clube por mais tempo, o zagueiro respondeu de maneira positiva, porém destacou que, primeiramente, focará na reta final da Série B do Brasileiro. Ele acredita que a equipe tem condições de vencer os oito duelos restantes e conquistar o acesso à Primeira Divisão. O próximo compromisso será nesta sexta-feira, às 21h30, contra o Avaí, na Ressacada, em Florianópolis, pela 31ª rodada. A Raposa ocupa o 12º lugar, com 39 pontos.


“Primeiramente, nem me passou (pela cabeça) essa questão de renovação, de pré-contrato, de possibilidade. Estou 100% concentrado em jogar, sempre no próximo jogo. Querendo ou não, estamos em busca de um objetivo ainda e lutando para que isso aconteça. Meu foco é 100% nisso. Claro que sei quando meu contrato termina, mas sei que coisas boas virão. O Cruzeiro é um excelente clube para se trabalhar, pode ter certeza que o ambiente de trabalho aqui é maravilhoso. Óbvio que existem os problemas, mas tenho que entender também a grandeza desse clube. Sou feliz aqui e espero continuar após o término do contrato. Mas isso deixamos para pensar adiante, tanto o clube quanto o Brock e os empresários. É um assunto para se pensar adiante”.

Tempo de contrato dos jogadores do Cruzeiro


É de conhecimento público que o Cruzeiro atravessa a maior crise de sua história, com uma dívida em longo prazo superior a R$900 milhões, vários meses de salários atrasados e chance mínima de retornar à Série A - 0,18%, segundo o Departamento de Matemática da UFMG . Apesar dos contratempos, o time cresceu de produtividade sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, que contabilizou até o momento seis vitórias, oito empates e apenas uma derrota em 15 partidas (57,77%). 

Luxa sinalizou o desejo de seguir na Toca em 2022 com a missão de montar um time que brigue pelo acesso à elite do Brasileirão. A importância do treinador para o clube foi destacada por Eduardo Brock. “Desde o dia em que ele chegou aqui, é um cara de uma importância enorme e que nos ajudou em todos os aspectos. Ele consegue nos blindar bastante sobre essa parte externa e é uma pessoa de muito valor aqui dentro. Ter o Vanderlei Luxemburgo no comando da equipe e dentro desse clube é um ponto de suma importância para o Cruzeiro nessa caminhada”.

Brock também comentou a recente greve dos jogadores, que não compareceram aos treinamentos na Toca por quatro dias em protesto contra os recorrentes atrasos salariais. O episódio fez com que o presidente Sérgio Santos Rodrigues recorresse a empresários para levantar uma quantia em torno de R$9 milhões e quitar folhas de 2020 e 2021. Apesar dos valores pendentes, o zagueiro garantiu que o elenco não tocará no assunto no momento e se concentrará no confronto com o Avaí, que encerrou a 30ª rodada da Série B no G4, com 50 pontos.


“Nós cobramos de uma maneira como podíamos cobrar. Mas volto a dizer que vamos focar no jogo, que é o mais importante de tudo. É saber representar o Cruzeiro e saber da importância de estar nessa instituição acima de qualquer coisa, pode ter certeza. O papel dos líderes é fazer com que o grupo pense na próxima decisão, contra o Avaí, um jogo difícil. Neste momento não conversamos mais sobre questões externas e particulares de cada um, e sim focamos em jogar. Enfrentaremos um Avaí que está no G4 sabendo do que precisamos fazer. É reproduzir isso no jogo de sexta-feira, que será muito difícil”.


Compartilhe