Cruzeiro: funcionários da sede administrativa também anunciam greve

Profissionais decidiram paralisar atividades na próxima segunda-feira, dia 25

22/10/2021 20:05 / atualizado em 22/10/2021 20:23
compartilhe
Colabores do setor administrativo do Cruzeiro anunciam paralisação para próxima segunda-feira
foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press

Colabores do setor administrativo do Cruzeiro anunciam paralisação para próxima segunda-feira


A crise financeira do Cruzeiro, com atrasos nos pagamentos de salários, afetou outra estrutura organizacional do clube. Os colaboradores que trabalham na WeWork, escritório compartilhado utilizado pelo setor administrativo, anunciaram paralisação nas atividades na próxima segunda-feira, dia 25. 

Em nota, os funcionários do setor administrativo anunciaram a interrupção de atividades como uma forma de cobrar resposta da diretoria sobre os seguidos atrasos nos salários. O clube, por meio da assessoria de imprensa, em comunicado nesta sexta-feira, afirmou que os atos podem ser isolados, uma vez que não se trata de um 'movimento coordenado'.

Na semana passada, os jogadores fizeram uma paralisação, entre quarta-feira e domingo, quando voltaram às atividades na Toca da Raposa II. O objetivo também foi cobrar da direção uma posição sobre a caótica situação financeira que atingiu diversos setores, até mesmo os funcionários mais humildes. 

Nesta sexta-feira, o Cruzeiro informou a quitação de uma folha salarial dos trabalhadores das sedes Campestre e Administrativa. Os funcionários ameaçaram paralisar as atividades a partir deste sábado, caso não recebessem os pagamentos. 

Com imensa dificuldade nas finanças, o Cruzeiro recorreu a empresários para arrecadar dinheiro e quitar ao menos parte dos salários que estão em atraso. O clube, no entanto, mirou apenas no futebol, o que deixou os demais funcionários revoltados, a ponto de também ameaçarem cruzar os braços. 

Em comunicado à imprensa, o Cruzeiro explicou que busca viabilizar as quantias com os parceiros e que as pendências com os colaboradoresserão quitadas de forma gradativa. A situação, no entanto, desagradou os funcionários da parte administrativa, que apostam na paralisação como forma de pressionar e cobrar a cúpula um posicionamento sobre os atrasos. 

Veja nota divulgada pelos colaboradores


Vimos por meio deste comunicar que, diante da situação dos funcionários administrativos do Cruzeiro Esporte Clube, sediados na WeWork, decidimos paralisar as atividades a partir do dia 25/10/2021, até que haja o pagamento de um dos nossos salários atrasados e uma resposta definitiva em relação aos demais.
Durante todo esse tempo, estamos cumprindo com nossas obrigações, sem uma previsão real de recebimentos por parte da diretoria.

Sabemos que somos parte importante da empresa, área que dá suporte para o funcionamento
geral da Instituição, mas, infelizmente, não estamos sendo reconhecidos.

Devido a essa situação de indiferença, que afeta não somente a nós, mas também aos nossos
familiares, não aceitamos esta situação.

Esperamos a compreensão de todos.

Atenciosamente,
COLABORADORES ADMIN. CRUZEIRO ESPORTE CLUBE.

Belo Horizonte, 22 de outubro de 2021. 

Compartilhe