Luxemburgo abre porta do Cruzeiro para ídolos: 'Desde que tenham condições'

Técnico quer a volta apenas dos jogadores que estejam em boas condições físicas e que possam agregar ao elenco

26/11/2021 06:00 / atualizado em 26/11/2021 16:45
compartilhe
Ricardo Goulart, de 30 anos, rescindiu na China e está livre no mercado
foto: AFP/Peter STEBBINGS

Ricardo Goulart, de 30 anos, rescindiu na China e está livre no mercado


Com o fim da Série B, o Cruzeiro volta suas atenções para o mercado na tentativa de montar rapidamente um elenco competitivo para as disputas do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e da Segundona de 2022. O primeiro reforço anunciado foi o zagueiro Maicon, de 33 anos, formado na Toca e que estava sem clube desde julho, após passagem pelo Al Nasr da Arábia Saudita. O técnico Vanderlei Luxemburgo disse estar atento a mais jogadores experientes, desde que ainda agreguem valor. Ídolos recentes do clube terão as portas abertas nessas condições.

"O futebol hoje está aberto para jogador que jogou no Cruzeiro e está aberto para se voltar, sem problema nenhum, desde que tenha condição de voltar. Jogador emergente pode ficar, desde que tenha condição de vir pro Cruzeiro. Jogadores jovens de categoria de base que possam jogar no time profissional. Jogadores experientes que possam vir para o Cruzeiro para aquilo que nós queremos. Nós estamos no mercado. O Cruzeiro está voltando ao mercado para poder ser competitivo. O torcedor vai entender que nós estamos formando uma equipe não para brigar para subir, mas para subir mesmo, para o ano que vem (na verdade, em 2023) estar na primeira divisão", disse Luxemburgo ao Superesportes .

Na busca por contratações importantes, o treinador em breve poderá contar com a ajuda de Alexandre Mattos. O executivo de futebol tem negociações adiantadas com o presidente Sérgio Rodrigues para voltar ao Cruzeiro e já atuar nesta janela de transferências.

Ricardo Goulart nos planos?


Luxemburgo não quis informar se Ricardo Goulart, de 30 anos, estaria na pauta do Cruzeiro. O atacante rescindiu com o Guangzhou Evergrande da China neste mês de novembro e está livre no mercado. 



"Eu não gosto de falar de nomes não, de jogadores que vão ser contratados ou não. Essa coisa, o mercado fica muito rápido. O jogador que ganha 100, passa para 200, 300 rapidinho. Então, a gente prefere trabalhar como trabalhamos com o Maicon, conversamos, acertamos e apresentamos para vocês", esquivou-se Vanderlei.

Na temporada 2021, Goulart fez sete gols em 13 jogos pelo time chinês.

  • Assista à entrevista gravada com Luxemburgo na quinta-feira (25/11). Na ocasião, o treinador ainda não havia renovado o seu contrato com o Cruzeiro.


Campeão mineiro (2013) e bicampeão brasileiro (2013/14) pelo Cruzeiro, Ricardo Goulart esteve na pauta do Cruzeiro no fim de 2017 e no fim de 2018, na gestão de Wagner Pires de Sá, mas acabou voltando ao Brasil em 2019 para defender o Palmeiras. O empréstimo ao Guangzhou foi fechado por Alexandre Mattos, que comandava o futebol do clube paulista - a passagem durou cinco meses. O executivo que está para voltar ao Cruzeiro é bem relacionado com o atacante e com o empresário Paulo Pitombeira.

Pela equipe celeste, o atacante fez 106 jogos, marcou 38 gols e deu 14 assistências, além de vencer o prêmio de 'Craque do Brasileirão', em 2014.



Manoel e Willian Bigode


Nessa quinta-feira, no Mineirão, o empresário Pedro Lourenço, apoiador do Cruzeiro, revelou ao Hoje em Dia que o zagueiro Manoel, de 31 anos, retornará à Toca na próxima temporada. No momento, ele é reserva no Fluminense, mas seu vínculo vai até abril de 2023. Segundo Pedrinho, outro jogador pretendido é o atacante Willian Bigode, de 35 anos. Ele é reserva no Palmeiras, mas que tem contrato no clube paulista até o fim de 2022.

Manoel rescindiu contrato com o Cruzeiro em abril deste ano para acertar com o Tricolor Carioca. Na ocasião, a diretoria cruzeirense emitiu comunicado para informar que gostaria de ampliar o contrato do zagueiro, mas sem extrapolar as possibilidades financeiras. Assim, ele deixou a Toca depois de quase sete anos. 

O zagueiro foi adquirido ao Athletico-PR por mais de R$7 milhões, em junho de 2014, e conquistou quatro títulos: um Brasileiro (2014), duas Copas do Brasil (2017 e 2018) e um Mineiro (2018).
 
Em duas ocasiões, Manoel foi emprestado pelo clube: a primeira ao Corinthians, em 2019, e a segunda ao Trabzonspor, da Turquia, no início de 2020. Quando regressou à Toca, em agosto do ano passado, concordou em disputar a Série B e teve boas atuações individuais ao contabilizar cinco gols em 26 partidas. A Raposa encerrou a competição em 11º lugar, com 49 pontos.
 
Ao longo da carreira, Manoel compensou a "baixa estatura" para a posição (1,81m) com força, posicionamento e impulsão. Pelo Cruzeiro foram 181 jogos e 13 gols - a maior parte em finalizações de cabeça.

Já Willian defendeu o Cruzeiro de 2013 a 2016. No período, foi bicampeão brasileiro (2013/14) e campeão mineiro (2014). Ao todo, fez 40 gols em 185 jogos.

Transfer ban perto do fim


O Cruzeiro só poderá inscrever novos reforços na CBF ao fim do transfer ban na Fifa, mediante pagamento de R$13 milhões, referente às dívidas com Defensor-URU e Mazatlán-MEX (antigo Monarcas Morelia) pelas aquisições de Arrascaeta e Riascos, em 2015.

Segundo Vanderlei, o Cruzeiro já está em negociações para liquidar essa dívida e, enfim, poder registrar reforços. "Você não começa a negociar da noite para o dia. Eu falei da importância (de pagar o transfer ban), porque sem ele você não contrata. O Cruzeiro já está negociando com as pessoas que têm que negociar para que o transfer ban seja liberado, seja parcelado, para o Cruzeiro se abrir para o mercado. Já estamos no mercado. Estamos em busca de jogadores, conversando com fulano, beltrano, ciclano, sabendo que estamos muito perto de o transfer ban ser resolvido", assegurou, ao Superesportes .




Compartilhe