Luxemburgo confirma Maicon como reforço do Cruzeiro para 2022

Com longa trajetória na Europa, Maicon volta ao Cruzeiro após 13 anos

25/11/2021 17:15 / atualizado em 26/11/2021 16:46
compartilhe
Com longa trajetória na Europa, Maicon volta ao Cruzeiro após 14 anos
foto: AFP

Com longa trajetória na Europa, Maicon volta ao Cruzeiro após 14 anos


O zagueiro Maicon , de 33 anos, é de fato o primeiro reforço do Cruzeiro para a temporada de 2022. A confirmação partiu do técnico Vanderlei Luxemburgo , nesta quinta-feira, em entrevista ao Superesportes . O comandante celeste revelou ainda que participou ativamente das conversas com o jogador revelado na Toca da Raposa II em 2007. 


"Participei ativamente da conversa (com o Maicon). Obviamente foi um nome que foi aprovado, que foi colocado na pauta e foi aprovado pelas pessoas que estão aqui no Cruzeiro: o Sérgio (Rodrigues, presidente), o Argolo (André, secretário-geral), o Ricardo Rocha (diretor técnico). Estivemos todos aqui falando sobre esse jogador", declarou Luxemburgo.

Na visão do treinador, Maicon não é apenas um jogador experiente, líder e vinculado emocionalmente com o Cruzeiro. "É um jogador que tem saúde ainda para poder suportar uma carga de trabalho forte, pesada, para buscarmos o nosso objetivo. O objetivo do próximo ano no Cruzeiro é brigar por uma Copa do Brasil, chegar nas quartas de final, numa semifinal, final. Então, estamos contratando jogadores que têm esse perfil".

"Nem todos serão contratados dessa forma, porque o Cruzeiro vive um momento difícil financeiramente, mas aquele que der oportunidade, nós vamos fazer, visando essas duas competições (Copa do Brasil e Série B). 'Ah, o Mineiro não'. O Mineiro nós queremos ganhar sim, mas ele vai servir de laboratório para a montagem da equipe da Copa do Brasil e, principalmente, o direcionamento do trabalho para o Campeonato Brasileiro", acrescentou.

  • Assista à entrevista gravada com Luxemburgo na quinta-feira (25/11). Na ocasião, o treinador ainda não havia renovado o seu contrato com o Cruzeiro.



Transfer ban perto do fim


O contrato de duas temporadas com Maicon só poderá ser registrado na CBF ao fim do transfer ban na Fifa, mediante pagamento de R$13 milhões, referente às dívidas com Defensor-URU e Mazatlán-MEX (antigo Monarcas Morelia) pelas aquisições de Arrascaeta e Riascos, em 2015.

Segundo Vanderlei, o Cruzeiro já está em negociações para liquidar essa dívida e, enfim, poder registrar reforços. "Você não começa a negociar da noite para o dia. Eu falei da importância (de pagar o transfer ban), porque sem ele você não contrata. O Cruzeiro já está negociando com as pessoas que têm que negociar para que o transfer ban seja liberado, seja parcelado, para o Cruzeiro se abrir para o mercado. Já estamos no mercado. Estamos em busca de jogadores, conversando com fulano, beltrano, ciclano, sabendo que estamos muito perto de o transfer ban ser resolvido", assegurou.



Histórico


Maicon foi revelado no próprio Cruzeiro, em 2007, quando disputou a final do Campeonato Mineiro, contra o Atlético. Ele entrou no segundo tempo no lugar de Wellington, autor do segundo gol da vitória por 2 a 0, na partida de volta, no Mineirão. O resultado, contudo, foi insuficiente para o título, uma vez que o rival ganhou na ida por 4 a 0.

Após breve passagem pela Cabofriense-RJ, Maicon retornou ao Cruzeiro e participou de uma excursão com a equipe B em Portugal, em 2008. O time perdeu para o Braga, por 2 a 0, porém ganhou de Nacional da Madeira (3 a 2) e Vitória de Guimarães (3 a 1).

Devido ao bom desempenho, Maicon foi emprestado ao Nacional em 2008/2009 e posteriormente vendido ao Porto, onde permaneceu por sete anos e conquistou uma Liga Europa, três Campeonatos Portugueses e duas Taças de Portugal. Foram 13 gols em 190 partidas oficiais.
 
Em 2016, Maicon retornou ao Brasil para atuar pelo São Paulo, onde trabalhou com o coordenador de futebol Ricardo Rocha, atual diretor técnico do Cruzeiro. Na sequência da carreira, vestiu as camisas do Galatasaray, da Turquia, e do Al-Nassr, da Arábia Saudita.

Dos zagueiros do Cruzeiro, Rhodolfo e Léo Santos têm contrato somente até dezembro, enquanto Eduardo Brock está vinculado até o fim do estadual de 2022. Já a ligação de Ramon com a Raposa termina em 2023.

Compartilhe