Fluminense

CAMPEONATO BRASILEIRO

Cruzeiro tem gol anulado, empata com Fluminense no Mineirão e segue drama no Z4 do Brasileiro

Time celeste chega a 21 pontos na Série A, a quatro do 16º colocado CSA

postado em 09/10/2019 22:33 / atualizado em 10/10/2019 00:07

<i>(Foto: Ramon Lisboa/EM D.A Press)</i>
O Cruzeiro deu sequência à campanha dramática no Campeonato Brasileiro ao empatar por 0 a 0 com o Fluminense, nesta quarta-feira, no Mineirão, pela 24ª rodada. Os torcedores celestes que compareceram ao estádio se frustraram principalmente com o gol anulado de Fred, aos 6 minutos do segundo tempo. Ao consultar o VAR, o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima interpretou como falta um toque de Robinho no lateral-direito Gilberto na origem do ataque. Para Sálvio Spínola Fagundes Filho, comentarista de arbitragem da TV Globo, o lance deveria ter sido validado, já que o choque entre o meia cruzeirense e o lateral-direito tricolor foi acidental.

No primeiro tempo, Jean Pierre já havia recorrido ao VAR em duas oportunidades: uma para anular um cartão vermelho mostrado a Yuri, do Flu, e outra para advertir Fred com cartão amarelo. Os cruzeirenses questionaram bastante a atuação do árbitro filiado à federação do Rio Grande do Sul.

Além do gol anulado de Fred, o Cruzeiro teve duas outras boas chances. Na etapa inicial, Jadson bateu da entrada da área, e Gilberto, quase em cima da linha, salvou o Fluminense. No segundo tempo, Edilson arriscou de longa distância e acertou o travessão. Fora isso, a Raposa insistiu em muitos cruzamentos e foi presa fácil para o adversário quando tentava trocar passes no ataque. Já o Flu, satisfeito com o empate, praticamente não assustou o goleiro Fábio.

Com o tropeço em casa, o Cruzeiro chega a 21 pontos, mantém-se em 18º lugar e fica a quatro pontos do CSA, primeiro time fora do Z4 (16º), com 25. Por sua vez, o Fluminense continua em 15º, agora com 26 pontos.

Sem vencer há sete rodadas
no Brasileiro (três empates e quatro derrotas), o time celeste enfrentará a Chapecoense no próximo domingo, às 19h, na Arena Condá, em Chapecó. A equipe catarinense é lanterna da competição, com apenas 15 pontos.

O jogo

A vitória do CSA sobre o Internacional, por 1 a 0, em Maceió, colocou mais pressão sobre o Cruzeiro. Vencer o Fluminense seria crucial para, na pior das hipóteses, evitar disparada dos concorrentes na luta contra o rebaixamento.

Na tentativa de obter a primeira vitória, Abel Braga ousou na escalação. Ele colocou Fred e Sassá para atuarem juntos no ataque, além de manter David. O meio-campo contava com Henrique, Jadson e Robinho.

A primeira boa chance foi criada aos 8min, após desarme de Henrique em Gilberto. Sassá ficou com a bola e encontrou Fred, que, como pivô de futsal, escorou para Jadson chegar batendo. Gilberto se redimiu da falha e tirou a redonda dentro da pequena área. No rebote, Sassá acertou na rede, mas do lado de fora.

Aos 17min, David recebeu de Edilson e, de longa distância, soltou a bomba de pé esquerdo. Com movimento semelhante ao de manchete no voleibol, o goleiro Muriel fez boa defesa.

Depois de muita correria nos 20 primeiros minutos, o Cruzeiro apresentou sinais de cansaço físico e diminuiu o ritmo, enquanto o Fluminense, satisfeito com o empate que lhe era favorável, tocava a bola sem pressa.

A partida parecia transcorrer sem contratempos, até que, aos 46min, houve princípio de confusão. Jean Pierre Gonçalves Lima mostrou cartão vermelho a Yuri, volante do Fluminense, por um suposto pontapé em Jadson.

<i>(Foto: Ramon Lisboa/EM D.A Press)</i>

Entretanto, ao ser avisado pelo árbitro de vídeo, Jonathan Benkenstein Pinheiro, Jean Pierre foi ao monitor verificar o lance. Ele anulou a expulsão e mostrou amarelo a Yuri. Pouco depois, em nova consulta ao VAR, amarelou Fred por causa de empurrão em Ganso. Sobrou até para André Carvalho, preparador de goleiros do Fluminense, que tomou vermelho por reclamação. Por causa das constantes paralisações, a etapa inicial só foi encerrada aos 54 minutos.

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou com Marquinhos Gabriel no lugar de David. Logo no primeiro minuto, Edilson colocou em prática sua principal qualidade, o chute de longa distância, e carimbou o travessão de Muriel. Aos 4min, mais um lance do camisa 2, dessa vez em cobrança de falta, à direita da meta do Fluminense.

Aos 7min, a torcida cruzeirense enfim soltou o grito de gol quando Fred se aproveitou de cruzamento de Egídio e cabeceou no canto direito. No entanto, o VAR voltou a entrar em ação, e Jean Pierre Gonçalves Lima consultou o recurso tecnológico.

Ao analisar a imagem, Jean Pierre interpretou como falta um toque de Robinho em Gilberto e lhe advertiu com cartão amarelo. No lance, o meia cruzeirense atingiu o rosto do lateral-direito Gilberto com o pé depois de passar a bola para Egídio. O comentarista de arbitragem da TV Globo, Salvio Spínola Fagundes Filho, considerou equivocada a decisão de Jean Pierre, já que os dois atletas caíram juntos na dividida e se chocaram acidentalmente.

O gol anulado de Fred foi ducha de água fria para o Cruzeiro, que até se manteve no campo ofensivo, mas não teve criatividade para envolver a defesa do Fluminense. Abel Braga tentou mudar os rumos do jogo com as entradas dos garotos Vinícius Popó e Maurício, porém o empate persistiu e o time celeste se manteve afundado na zona de rebaixamento.

CRUZEIRO 0X0 FLUMINENSE


CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Jadson e Robinho (Maurício, aos 31min do 2ºT); David (Marquinhos Gabriel, no intervalo), Sassá (Sassá, aos 21min do 2ºT) e Fred
Técnico: Abel Braga

FLUMINENSE
Muriel; Gilberto, Nino, Frazan e Orinho (Igor Julião, aos 28min do 2ºT); Yuri (Dodi, aos 15min do 2ºT), Daniel e Paulo Henrique Ganso (Ewandro, aos 42min do 2ºT); Nenê, Yony González e João Pedro
Técnico: Marcão

Cartões amarelos: Fred, aos 52min do 1ºT. Robinho, aos 9min, Egídio, aos 35min, Edilson, aos 49min do 2ºT (CRU); Yuri, aos 51min do 1ºT. Paulo Henrique Ganso, aos 33min do 2ºT (FLU)

Motivo: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Mineirão

Data: quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Assistentes: Leirson Peng Martins e Michael Stanislau (RS)

VAR: Jonathan Benkenstein Pinheiro (RS)

Assistentes do VAR: Leandro Pedro Vuaden e Jorge Eduardo Bernardi (RS)~

Pagantes: 31.995

Presentes:
38.133

Renda:
R$ 374.558,00



Tags: interiormg futnacional seriea empate fluminenserj cruzeiro fluminense mineirão