UAI

2

Premier League decide manifestar publicamente apoio à Ucrânia

Telões de dez estádios mostrarão a mensagem "O futebol está unido", sobre fundo azul e amarelo, enquanto o logo da liga já exibe as cores do país em suas redes

02/03/2022 17:56
compartilhe

foto: Reprodução

"O futebol permanece junto", diz frase no perfil oficial da liga inglesa

 

A Premier League, liga de futebol profissional da Inglaterra, anunciou nesta quarta-feira medidas para demonstrar apoio à Ucrânia, vítima de uma invasão russa, como braçadeiras com as cores azul e amarela da bandeira ucraniana, que serão usadas pelos capitães das 20 equipes.

 

 

 

 

 

"A Premier League e seus clubes condenam de todo o coração as ações da Rússia e mostrarão seu apoio ao povo ucraniano durante os jogos do fim de semana", dizia o comunicado da Premier League.

 

"Pedimos o retorno da paz e nossos pensamentos estão com aqueles que estão sendo afetados", acrescenta o texto.

 

Durante a 28ª rodada, que será disputada de 5 a 7 de março, os capitães de todos os clubes usarão uma braçadeira com as cores da Ucrânia. Além disso, haverá "um momento de reflexão e solidariedade", provavelmente na forma de um minuto de silêncio ou aplausos, que acontecerá antes do início dos jogos.

 

Os telões dos dez estádios que sediarão as partidas mostrarão a mensagem "O futebol está unido", sobre fundo azul e amarelo, enquanto o logo da Premier League já exibe as cores do país do Leste Europeu em suas redes sociais.

 

Clubes, jogadores e torcedores não esperaram a posição da Premier League para mostrar sua solidariedade antes do fim de semana. Os atletas de Manchester United e Watford se reuniram no círculo central atrás de uma faixa com a palavra "Paz" escrita em seis idiomas, um deles russo, antes do início da partida.

 

Durante a jogo entre Brighton e Aston Villa, o lateral do time de Steven Gerrard, Matty Cash, polonês recentemente naturalizado, homenageou seu companheiro de seleção Tomasz Kedziora, que joga no Dínamo de Kiev. Ele exibiu a mensagem "Tomasz Kedziora + sua família, fiquem fortes, meu irmão", ao lado do desenho de um coração.

 

Este gesto rendeu a Cash um cartão amarelo porque ele tirou completamente a camisa. Entretanto, a Premier League deu instruções para que os jogadores não sejam penalizados pelas manifestações em favor da paz no conflito.

 

A final da Copa da Liga Inglesa entre Liverpool e Chelsea no último domingo também foi antecedida por um minuto de aplausos, depois que os dois capitães entraram em campo com coroas de flores com as cores da Ucrânia. 


Compartilhe