UAI

2

Bale decide, País de Gales vence Ucrânia e vai à Copa após 64 anos

Duelo em Cardiff, neste domingo (5), decidiu o 13º e último lugar da Europa no Mundial do Catar

05/06/2022 15:02 / atualizado em 05/06/2022 15:10
compartilhe
Bale foi decisivo para País da Gales conquistar vaga na próxima Copa do Mundo
foto: AFP PHOTO

Bale foi decisivo para País da Gales conquistar vaga na próxima Copa do Mundo

O País de Gales voltará a disputar uma Copa do Mundo após 64 anos. Neste domingo, a equipe venceu a Ucrânia, em casa, por 1 a 0, pela final dos playoffs das Eliminatórias Europeias. Andriy Yarmolenko, após cobrança de falta de Gareth Bale, marcou o gol contra decisivo no Cardiff City Stadium.

O primeiro jogo dos playoffs foi remarcado por conta da invasão russa à Ucrânia, iniciada em fevereiro. Na última quarta-feira, os ucranianos superaram a Escócia, fora de casa, por 3 a 1. O País de Gales, por sua vez, ganhou da Áustria, em seus domínios, por 2 a 1.


Os galeses disputaram o seu único mundial em 1958. Naquela edição, aliás, foram eliminados justamente pelo Brasil, nas quartas de final, por 1 a 0 - partida em que o então jovem Pelé fez o seu primeiro gol na competição.

O jogo


No início do primeiro tempo, o País de Gales, sob o comando de Robert Page, sofreu pressão da Ucrânia, treinada por Oleksandr Petrakov. Os visitantes levaram certo perigo, com boas finalizações e ataques rápidos, mas não conseguiram abrir o placar.

No entanto, mesmo com a forte chuva e o gramado escorregadio, os donos da casa ainda construíram oportunidades, apesar de um posicionamento mais recuado em campo, à espera de contra-ataques. Jogando centralizado, o craque do time, Bale, esteve discreto até então. Já do outro lado, Oleksandr Zinchenko, também pelo meio, chamou o protagonismo e comandou o setor ofensivo, que exigiu bastante trabalho do goleiro Wayne Hennessey.

A estrela de Bale, porém, não demorou a brilhar. Aos 34 minutos, o experiente jogador cobrou falta da intermediária, à meia altura, e contou com desvio de Yarmolenko, que tentou afastar o perigo. A bola enganou o goleiro e estufou as redes, para colocar Gales em vantagem.

Como um todo, a Ucrânia, necessitando do resultado, foi melhor na etapa complementar, criando chances para empatar o jogo. Os galeses, por sua vez, seguiram com uma defesa sólida - até acertaram a trave, quase ampliando o marcador - e foram muito pressionados, mas conseguiram manter a vitória pelo placar mínimo, que garantiu o retorno à Copa do Mundo após 64 anos.

Compartilhe