UAI

2

Grêmio vence a Chapecoense e segue vivo na luta contra o rebaixamento

Com o resultado, a equipe gaúcha conquista duas vitórias seguidas, soma 35 pontos e vai para a 18ª posição, ultrapassando o Sport, novo vice-lanterna

20/11/2021 21:14 / atualizado em 20/11/2021 21:22
compartilhe
Grêmio venceu a Chapecoense por 3 a 1, na Arena Condá, em Chapecó
foto: Lucas Uebel

Grêmio venceu a Chapecoense por 3 a 1, na Arena Condá, em Chapecó


 
O Grêmio segue na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, a equipe visitou a já rebaixada Chapecoense e venceu por 3 a 1, pela 34ª rodada, para deixar o 19º posto da tabela.
 
 

Com o resultado, a equipe gaúcha conquista duas vitórias seguidas, soma 35 pontos e vai para a 18ª posição, ultrapassando o Sport, novo vice-lanterna. Já a Chape segue com seus 15 pontos, isolada na lanterna e há muito já rebaixada.

Pela próxima partida, o Grêmio terá parada dura contra o Flamengo, em Porto Alegre, nesta terça. Há chances de a equipe carioca ir a campo com um time alternativo, pois este será seu último compromisso antes da final da Libertadores, no dia 27, contra o Palmeiras.

Já a Chapecoense recebe nesta sexta-feira, na Arena Condá, o Atlético-GO, que ainda briga contra o rebaixamento.
 
 

O jogo


A Chape já começou em cima e, logo aos 2 minutos, obrigou boa defesa de Gabriel Chapecó. Porém, após o susto, o Grêmio foi se soltando no jogo e passou a controlar a posse de bola, enquanto a Chapecoense se fechava no campo de defesa.

Por mais que tivesse a bola e tentasse ensaiar pressão, a equipe gaúcha era pouco criativa. Jhonata Robert tentou duas vezes. A primeira em cabeceio para defesa em cima da linha de João Paulo, e a segunda, de frente para o goleiro, em finalização ruim que passou por cima.

Se na bola trabalhada as jogadas não saíam, o jeito foi arriscar de fora. Foi o que Lucas Silva fez, para marcar um golaço da intermediaria, aos 35. O chute foi muito forte, mas, ainda assim, não pareceu indefensável. Pouco importa. João Paulo não chegou e o Grêmio enfim abriu o placar.
 
 

Centenário dos clubes no Brasil


No segundo tempo, o Imortal continuou em cima. Logo aos 5, a equipe descolou bela jogada pelo chão, terminada em cabeceio de Diego Souza sobre a trave. A pressão surtiu efeito. Aos 14, Thiago Santos dominou na entrada da área e foi avançando. A zaga não chegou junto e o volante só parou com a bola na rede.

A Chape ainda diminuiu aos 30, em gol contra de Cortez após cobrança de escanteio de Anderson Leite pela esquerda. Porém, a equipe não teve forças para chegar ao empate, já que, pouco depois, aos 34, Laércio jogou contra o próprio patrimônio em mais um gol contra, para fechar a conta da noite.

 

Compartilhe