None

CLÁSSICO MINEIRO

Cruzeiro x Atlético: entenda a diferença na contagem de clássicos

Quase 100 anos depois do primeiro duelo, clubes ainda não chegaram a um consenso quanto ao número de confrontos

postado em 10/04/2021 09:00 / atualizado em 11/04/2021 18:33

(Foto: O Cruzeiro/EM/D.A Press)
Quase 100 anos desde a realização do primeiro clássico, Cruzeiro e Atlético não chegaram a um denominador comum quanto ao número de confrontos. As estatísticas alvinegras indicam que o duelo deste domingo, às 16h, no Mineirão, pela nona rodada do Campeonato Mineiro, será o 515º. Nos cálculos celestes, as equipes estão a caminho do 497º jogo.

Os rivais apontam critérios distintos no cômputo de diversas partidas, sobretudo das décadas de 1920 a 1940, em que não havia registro em súmula oficial. Existem ainda os casos peculiares em que os jogos não tiveram 90 minutos ou um ou outro time optou por uma escalação com reservas ou aspirantes.


Em 2007, os clubes se reuniram para tentar padronizar os dados, mas não houve acordo. Em vários estados, os números são considerados de forma igual pelos rivais. No Rio Grande do Sul, por exemplo, Internacional e Grêmio se enfrentaram 430 vezes, com 157 vitórias coloradas, 137 tricolores e 136 empates. No Ba-Vi, o Bahia ganhou 186 dos 494 jogos, enquanto o Vitória triunfou em 156 ocasiões. Houve ainda 153 empates.

O levantamento do Atlético inclui todos os eventos em que os adversários entraram em campo com uniformes, tendo árbitro e um campo determinado. Ainda assim, alguns dados não são precisos. Dos 514 clássicos, 16 estão sem identificação (10 vitórias alvinegras, quatro celestes e dois empates).

Há outros impasses, como um amistoso que marcou a inauguração do estádio Ipatingão, em 1987. O Cruzeiro não inseriu esse compromisso em suas estatísticas por ter enviado uma equipe de aspirantes. Diferentemente do Atlético, que contabilizou a vitória por 4 a 1.

Em 1934, quando o futebol profissional ainda engatinhava no Brasil, dois amistosos entraram nas contas do Atlético, porém são desconsiderados pelo Cruzeiro. No primeiro, uma forte chuva antes do apito inicial deixou todo o campo alagado, mas mesmo assim o jogo, que terminou 0 a 0, foi iniciado – as equipes combinaram de se enfrentar por 55 minutos. No segundo, com vitória do Palestra Itália por 4 a 3, o estádio não recebeu público, porém o evento contou com times uniformizados, arbitragem e tempos definidos.

Os critérios adotados pelo Cruzeiro descartam os jogos sem identificação do Atlético, além de refutar encontros entre times de aspirantes. Existe também uma divergência no número de clássicos pelo Campeonato Mineiro: 271, segundo o clube celeste (92 vitórias, 70 empates e 109 derrotas), e 281, conforme a contagem atleticana (117 vitórias, 71 empates e 93 derrotas).


Retrospecto


Em 496 clássicos, o Cruzeiro venceu 169, empatou 132 e perdeu 195, com 636 gols marcados e 696 sofridos. Por sua vez, o Atlético informa ter ganhado 207 dos 514 jogos, além de 137 empates e 170 reveses. Foram 727 gols pró e 647 do adversário. No Mineirão, palco do compromisso deste domingo, a vantagem é azul: 89 vitórias, 79 empates e 77 derrotas em 245 jogos, com 288 gols a favor e 263 contra.

Tags: clássico números divergências atleticomg cruzeiroec futnacional