CAMPEONATO MINEIRO

América e Cruzeiro definem quem enfrentará o Atlético na final do Mineiro

Times se enfrentam neste domingo, às 16h, no Independência

postado em 09/05/2021 05:00 / atualizado em 08/05/2021 20:00

(Foto: Mourão Panda / América)

América e Cruzeiro definem neste domingo, a partir das 16h, no Independência, o adversário do Atlético na final do Campeonato Mineiro. O Coelho tem a vantagem por ter vencido o jogo de ida por 2 a 1. O Galo conquistou a vaga na decisão após vitória (3 a 0) e empate (1 a 1) nos dois duelos contra o Tombense.

No clássico deste domingo, o América pode perder por um gol de diferença que ainda assim estará classificado. Por ter feito a segunda melhor campanha na fase inicial, atrás apenas do Atlético, o clube do Lanna Drumond conseguiu a vantagem de jogar por vitória e derrota com o mesmo saldo de gols. Já o Cruzeiro precisa de um triunfo por ao menos dois gols de vantagem.

O técnico Lisca ainda tem uma dúvida no time. Decisivo na primeira semifinal ao marcar o gol da vitória do Coelho, o atacante Ademir voltou a ser cotado entre os titulares. O treinador americano afirmou que o jogador tem “boas chances de retornar à equipe”. Lisca pode sacar Bruno Nazário ou Felipe Azevedo.

Logo após a primeira partida, Lisca disse que todos estão esperando uma final entre Atlético e Cruzeiro, em função do centenário do clube celeste, mas o América vai tentar ser o 'convidado indesejado' na final.

“O mais positivo é quebrar um paradigma. Está todo mundo esperando um clássico dos cem anos na final. É só você ver a imprensa, a cidade. Está todo mundo com essa expectativa. Todo mundo querendo muito. Estamos contra tudo e contra todos para bagunçar essa final aí e entrar de convidado indesejado, vamos dizer assim. Eu acho que o mais importante foi mostrar que o América está vivo e que vai  brigar até a última bola para evitar isso e fazer essa final”, alfinetou.

Lisca não estará no banco de reservas neste domingo, porque recebeu o terceiro cartão amarelo no último clássico e está suspenso. O auxiliar Cauan de Almeida é quem vai comandar o time.

Cruzeiro



Sem desfalques, o Cruzeiro deve mandar a campo o mesmo time que atuou no primeiro jogo. A novidade entre os relacionados é a presença de Guilherme Bissoli, de 23 anos. Ele foi anunciado durante a semana e já tem condição de jogo. Por opção, Felipe Conceição não levou Marcelo Moreno para o banco de reservas.

O comandante celeste está confiante. "Expectativa é positiva até pelo desempenho na primeira partida. A gente conseguiu na maior parte do tempo ser superior ao adversário. Fizemos outro bom jogo, nesta sequência, dentro do nosso padrão de jogo, dentro do nosso crescimento, construindo uma coisa forte para o objetivo principal que é a Série B. Pensando no processo, pensando no objetivo principal do ano, a gente está no caminho certo, a equipe tem demonstrado isso", disse.

AMÉRICA X CRUZEIRO


América
Matheus Cavichioli, Diego Ferreira, Eduardo Baurmann, Anderson e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho, Alê e Bruno Nazário (Ademir); Felipe Azevedo (Ademir) e Rodolfo
Técnico: Cauan de Almeida

Cruzeiro
Fábio; Cáceres, Weverton, Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Matheus Barbosa e Rômulo; Airton, Bruno José e Rafael Sobis
Técnico: Felipe Conceição

Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte
Data e horário: 9 de maio, domingo, às 16h (de Brasília)

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza
VAR: Emerson de Almeida Ferreira

Tags: final estadual decisao americamg atleticomg cruzeiroec