Cruzeiro: Sete Lagoas libera 30% da capacidade da Arena do Jacaré

Não será permitido o comércio ambulante de bebidas alcoólicas dentro e no entorno do estádio; haverá fiscalização para evitar possíveis aglomerações

27/08/2021 10:53 / atualizado em 27/08/2021 11:30
compartilhe
Com a liberação, o estádio poderá receber 3.900 torcedores nos jogos a partir de agora
foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press - 18/8/14

Com a liberação, o estádio poderá receber 3.900 torcedores nos jogos a partir de agora


O Comitê Local de Enfrentamento da COVID – formado por representantes da Secretaria Municipal de Saúde, de hospitais particulares, da Guarda Municipal e da Polícia Militar – decidiu, nessa quinta-feira (26/8), avançar Sete Lagoas, na Região Central do estado, para a Onda Verde do programa Minas Consciente. A principal decisão foi a liberação de até 30% da capacidade de público em estádios, o que representa 3.900 torcedores na Arena do Jacaré.

Como a Prefeitura de Belo Horizonte proibiu o público nos estádios da capital, o Cruzeiro deseja mandar partidas da Série B do Campeonato Brasileiro na cidade vizinha com a presença de seu torcedor e já contratou a empresa que será responsável por tentar revitalizar o gramado da Arena. A expectativa é de que os primeiros resultados apareçam em 10 dias. 

O comitê definiu também que jogos na Arena do Jacaré poderão receber até 30% da capacidade atual do estádio que, segundo informações, hoje estaria em torno de 13 mil pessoas, já que parte de sua estrutura de arquibancadas está interditada. 
 
Não será permitido o comércio ambulante de bebidas alcoólicas dentro e no entorno do estádio, e haverá fiscalização de possíveis aglomerações pela Guarda Municipal e Polícia Militar.
 
Outra medida definida é que os portões da Arena do Jacaré deverão ser abertos três horas antes do jogo e fechados meia hora antes de a partida começar.

O clube mandante deve seguir todos os protocolos definidos pela Federação Mineira de Futebol e, por isso, exigir testes PCR. 
 
“Ainda vamos nos reunir com o Democrata e o Cruzeiro para detalhar bem as regras de segurança sanitária a serem seguidas. Não podemos perder o controle e depois desse avanço ter que recuar, por isso, contamos mais uma vez com a conscientização da população e dos torcedores”, comentou o prefeito.

Outras decisões


A reclassificação para a Onda Verde foi aprovada por unanimidade pelos membros do Comitê. Porém, o colegiado resolveu adotar algumas medidas mais restritivas que as estabelecidas pelo Governo de Minas. 

“A vacinação evoluiu muito em Sete Lagoas, onde já aplicamos mais de 202 mil doses da vacina contra a COVID-19. Levamos em consideração a queda brusca na ocupação de leitos que, atualmente, está com índices muito baixos”, comentou o prefeito Duílio de Castro (Patriota).
 
Agora, ambientes fechados podem receber até 50% da capacidade, com o limite de 300 pessoas. Já locais abertos podem receber até 50% da capacidade, com o limite de 600 pessoas, e o horário foi estendido até 1h da manhã.

Bares e restaurantes continuam funcionando até 1h da manhã. Cinemas poderão ter ocupação de até 50%.
  

Números da pandemia em Sete Lagoas  

De acordo com último boletim, divulgado nessa quinta-feira, Sete Lagoas contabilizou um total de 23.106 contaminados pela COVID-19 desde o início da pandemia, com a confirmação de 11 novos casos. 
 
O óbito suspeito ocorrido na terça-feira (24), na Unimed, deu resultado positivo para COVID. Assim, a cidade chega a 604 óbitos.
 
Dos 18 internados no município, 12 estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e seis em enfermaria. Entre os internados na UTI, sete são de Sete Lagoas e cinco são de outras cidades da região (Abaeté, Papagaios, Paraopeba e Baldim).
 
A taxa de ocupação de leitos de UTI COVID, SUS e particular está em 34,3%. Levando em consideração apenas os leitos do SUS, essa taxa é de 47,6%.
 
 

Vacinação no município

 
De acordo com a prefeitura, até essa quarta-feira (25/8), receberam a primeira dose 144.158 pessoas (59,6% da população). Já a segunda dose foi aplicada em 52.054 cidadãos e a dose única em 5.814 pessoas.

Compartilhe