COVID-19

Kalil diz que contaminação entre torcedores de eventos-teste foi de 0,1%

Mineirão estádio reabriu suas portas ao público nos jogos entre Atlético e River Plate, em 18 de agosto, e entre Cruzeiro e Confiança, em 20 de agosto

postado em 09/09/2021 16:56 / atualizado em 09/09/2021 17:12

(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D A Press)
 

Um dos fatores que encorajaram a Prefeitura de Belo Horizonte a liberar novamente, nesta quinta-feira (9/8), a presença de torcedores em jogos de futebol na capital foi a constatação de que a contaminação por COVID-19 entre os torcedores que estiveram nos dois eventos-teste no Mineirão, em agosto, foi de apenas 0,1%.



O estádio reabriu suas portas ao público nos jogos entre Atlético e River Plate, em 18 de agosto, pelas quartas de final da Copa Libertadores, e entre Cruzeiro e Confiança, em 20 de agosto, pela Série B. Todos os torcedores presentes tiveram que apresentar testes negativos de COVID-19 e ficaram sujeitos a monitoramento pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Apesar dos registros de aglomerações, falta de distanciamento, flagras de pessoas sem máscara e desorganização nos dois jogos, a contaminação de torcedores pós-eventos foi ínfima, segundo o prefeito Alexandre Kalil.

Obviamente, o levantamento não consegue comprovar se os casos positivos de COVID-19 entre os torcedores monitorados teve origem no Mineirão.

"Tivemos um resultado de 14 mil testes, em que a incidência - segundo os epidemiologistas e o Secretário de Saúde - foi de 0,1%. Isso nos deu uma certa tranquilidade, e nós vamos caminhar, dar passos, brigar, tentar, mas não vamos desistir. A obrigação do poder público é facilitar a vida de todos, e nós sabemos que o futebol é uma parte importante do lazer - como show, como tudo isso é importante para a cultura, para a diversão. É isso que nós temos que fazer", disse Kalil.

A PBH divulgará em breve o protocolo sanitário para os próximos jogos com torcida em Belo Horizonte. A venda de bilhetes seguirá limitada a 30% da capacidade dos estádios (no Mineirão, cerca de 18 mil torcedores; no Independência, cerca de 7 mil).

Alexandre Kalil adiantou que os portões dos estádios serão fechados uma hora antes do início das partidas. Será liberada também a venda de cerveja e com preços mais populares. As medidas tentarão pôr fim às aglomerações no entorno do Mineirão, como ficou constatado nos jogos de Atlético e Cruzeiro, em agosto.

"Belo Horizonte está com estádios abertos, dentro dos protocolos, para que fique tudo dentro da razoabilidade, da responsabilidade, porque nós sacrificamos muito. Vamos aprimorar o protocolo do jogo do Cruzeiro (20/8, quando o entorno teve barreiras). Vão entrar somente com ingresso, o ingresso será vendido com antecedência, carteira de identidade, CPF. Infelizmente, ainda é assim, mas vamos caminhando para chegar numa hora em que vamos falar: 'Deu. Deu tudo certo e, agora, podemos liberar tudo de uma forma gradual - como foi feito em bar, loja, restaurante, shopping. Em todos os eventos em Belo Horizonte", concluiu o prefeito.

Tags: serieb copadobrasil americamg atleticomg cruzeiroec interiormg futnacional seriea libertadores2021