UAI


Pressionados no Brasileiro, Juventude e Chapecoense duelam em Caxias do Sul

Times subiram para a Série A juntos na atual temporada

26/07/2021 08:49 / atualizado em 26/07/2021 17:12
compartilhe
Times se enfrentam nesta segunda-feira, às 18 horas, no estádio Alfredo Jaconi
foto: Fernando Alves/ECJuventude

Times se enfrentam nesta segunda-feira, às 18 horas, no estádio Alfredo Jaconi

Após subirem na Série B de 2020, Juventude e Chapecoense vivem juntos em 2021 a pressão contra a zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. E com a obrigação de vencer, eles se enfrentam nesta segunda-feira, às 18 horas, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pela 13.ª rodada.
 

O Juventude chegou a emplacar uma sequência positiva de resultados no início da temporada, inclusive figurando na parte intermediária da tabela de classificação. Mas agora não vence há quatro jogos - três derrotas e um empate -, em uma série de jogos que deixou o time com apenas 13 pontos.

A Chapecoense amarga o fato de ser o único time que ainda não venceu no Brasileirão, com oito derrotas e quatro empates em 12 jogos. São cinco derrotas consecutivas e para piorar o time caiu para a 20.ª e última posição com quatro pontos, precisando reagir urgentemente.

O técnico Marquinhos Santos terá que fazer muitas mudanças no Juventude. No sistema defensivo, o zagueiro Rafael Forster e o lateral-direito teriam testado positivo para a covid-19, mas o clube não confirmou. Didi deve ganhar um lugar na zaga e Paulo Henrique no lado direito.

As baixas continuam no meio de campo, já que o volante Élton sofreu grave lesão no joelho direito e está fora da temporada e o meia Guilherme Castilho cumprirá suspensão automática. O volante Dawahn, recém-contratado junto à Ponte Preta, e Chico entram em seus respectivos lugares. Por fim, a última baixa é no ataque, com Paulinho Boia também suspenso por cartão - Marcos Vinicios entrará em seu lugar.

Na Chapecoense, o técnico Jair Ventura também terá que mexer na formação inicial. O centroavante Anselmo Ramon recebeu o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática. Perotti deverá ser o escolhido para ocupar o seu lugar.

Além disso, a comissão técnica estuda também alterar o esquema tático para este confronto direto, saindo do 3-5-2 e retornando ao tradicional 4-4-2. Se isso acontecer, Moisés e Léo Gomes devem ganhar os lugares de Lima e Fernandinho, respectivamente.

Compartilhe