Santos

CRUZEIRO

Cruzeiro tem dia decisivo por contratação de Copete, do Santos

Negociação com o atacante tem o aval do técnico Felipão

postado em 17/11/2020 10:57 / atualizado em 17/11/2020 11:41

(Foto: Ivan Storti/SantosFC)
Cruzeiro tem dia decisivo nesta terça-feira na tentativa da contratação do atacante Copete, do Santos. O Conselho Deliberativo do clube paulista se reunirá a partir das 19h, em formato digital, para discutir diversos assuntos, entre eles a possível saída de jogadores do elenco profissional. 


Presidente do núcleo gestor, Orlando Rollo deve encaminhar ao Conselho Fiscal as propostas de empréstimo do CRB por Anderson Ceará e do Cruzeiro por Jonathan Copete. O zagueiro Lucas Veríssimo também tem oferta do Benfica.

O técnico Cuca já disse que tem interesse em contar com Copete, mas o Santos foi punido pela Fifa com a proibição de registro de atletas por causa de uma dívida com o Atlético Nacional, da Colômbia. Antes de retornar ao time paulista, ele estava emprestado ao Everton, do Chile.


Interesse do Cruzeiro por Copete


O Cruzeiro recebeu o aval do técnico Luiz Felipe Scolari para negociar com Copete. O objetivo é encorpar o setor ofensivo com jogadores mais experientes visando à sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. Um reforço já foi confirmado: Rafael Sobis, que estava no Ceará, acertou com a Raposa até o fim de 2021. Em sua primeira passagem pela Toca, entre junho de 2016 e dezembro de 2018, o atacante marcou 28 gols em 119 jogos e conquistou três títulos: duas Copas do Brasil e um Campeonato Mineiro.

Com relação a Copete, a tendência é que o Conselho Deliberativo do Santos autorize o empréstimo, uma vez que o clube continua impossibilitado de registrar o atleta.

A comissão técnica santista até gostaria de contar com o colombiano no grupo, porém as perspectivas são baixas devido ao imbróglio. “O Cuca conta com o Copete, mas depende dessa questão da Fifa. A previsão era chegar em um acordo com o Huachipato o mais rápido possível, mas atualmente não sei como está. Esperamos que logo se resolva”, disse o diretor de futebol Renato Florêncio, em contato com o Superesportes na terça-feira passada.

Um ponto desfavorável ao Santos é que o prazo de inscrição de atletas para a Série A do Campeonato Brasileiro se encerra na sexta-feira da próxima semana, dia 20 de novembro. Já o Cruzeiro poderá registrar jogadores na Série B até o dia 7 de dezembro (segunda-feira). O time ocupa o 15º lugar na classificação, com 24 pontos, e precisa de mais de 75% de aproveitamento no returno da segunda divisão para subir à elite nacional.


Carreira


Natural de Cali, na Colômbia, Copete mede 1,87m e tem o pé esquerdo dominante. Ele começou a carreira na Venezuela, pelo Trujillanos, em 2005. No país, também vestiu as camisas de Atlético Trujillo e Zamora. A primeira experiência do jogador em sua terra foi em 2011, pelo Santa Fe. De 2012 a 2013, o atacante defendeu Vélez Sarsfield, da Argentina, e em 2014 retornou à Colômbia para representar o Atlético Nacional.

O melhor momento de Copete foi em 2016, quando conquistou a Copa Libertadores da América pelo Nacional. Na campanha, marcou três gols em oito partidas e deixou o time nas quartas de final, após a classificação em cima do Rosario Central, da Argentina. O destino foi o Santos, que pagou US$ 1,5 milhão (R$ 5 milhões na época) por seus direitos econômicos.

A diretoria do Atlético Nacional buscou Miguel Borja, à época no Cortuluá, como substituto de Copete. E o centroavante, que pertence ao Palmeiras e está emprestado ao Junior Barranquilla, balançou a rede cinco vezes em quatro partidas das semifinais (São Paulo) e finais (Independiente del Valle, do Equador).

Copete ficou no Santos ininterruptamente até junho de 2019. Depois disso, jogou por empréstimo no Pachuca, do México, e no Everton, do Chile. Por esses clubes, chegou a ser improvisado na lateral esquerda.

Em 15 anos como profissional, Jonathan Copete somou 112 gols em 445 partidas. Pelo Santos, foram 26 em 131 jogos oficiais. Sua melhor temporada na Vila foi a primeira, em 2016, quando entrou em campo em 31 oportunidades e anotou 12 tentos - 10 no Campeonato Brasileiro (25J) e dois na Copa do Brasil (6J).

Números de Copete


Trujillanos (Venezuela) - 38 jogos e 10 gols

Atlético Trujillo (Venezuela) - 12 jogos e 16 gols

Zamora (Venezuela) - 32 jogos e 14 gols

Santa Fe (Colômbia) - 71 jogos e 17 gols

Vélez Sarsfield (Argentina) - 46 jogos e 2 gols

Atlético Nacional (Colômbia) - 91 jogos e 26 gols

Santos - 131 jogos e 26 gols

Pachuca (México) - 17 jogos e 2 gols

Everton (Chile) - 2 jogos e nenhum gol

Seleção da Colômbia - 2 jogos e nenhum gol

Total - 445 jogos e 112 gols

Tags: mercado cruzeiroec santossp mercadobola copete