Santos

SANTOS

Após gravações, patrocinador cobra do Santos rescisão com Robinho

Após perder apoio da Orthopride, é a vez da Kicaldo ameaçar deixar o clube de São Paulo por contratação; nesta sexta, escutas telefônicas revelaram diálogos do jogador em caso de abuso sexual

postado em 16/10/2020 15:21 / atualizado em 16/10/2020 15:29

(Foto: Santos F.C/Divulgação)
 
Após a revelação, nesta sexta-feira (16), das gravações que ajudaram a condenar o atacante Robinho por violência sexual na Itália, uma empresa que patrocina o Santos colocou o clube contra a parede e afirmou que deixará de patrocinar a equipe caso o contrato com o jogador não seja rompido.
 
Em nota ao Correio, a Kicaldo disse que entrou em contato com a diretoria do time paulista. “Comunicamos ao Santos F.C. que, caso o clube não rescinda o contrato com o jogador em questão, retiraremos nosso patrocínio. A Kicaldo repudia todo tipo de violência e, por isso, vamos seguir agindo sempre de acordo com nossos valores”, diz.

As interceptações telefônicas do processo foram reveladas por reportagem do Globo Esporte, que aponta caráter "autoacusatório" das escutas, feitas a partir de janeiro de 2014, por parte da justiça italiana. Em alguns dos trechos revelados, o jogador fala sobre a embriaguez da garota e que era ao menos cinco fazendo sexo com ela.

Caso se confirme, a empresa do ramo de alimentos não será a única a deixar Santos por causa da contratação de Robinho. "Por respeito às mulheres", a Orthopride rompeu, na última quarta-feira (14), o contrato de patrocínio que tinha com o clube até fevereiro de 2021. Agora, o clube luta para não perder mais parceiros.

Tags: robinho futnacional santossp