MMA

UFC

Após 'vitória da superação', Marina Rodriguez sonha alto no UFC

Gaúcha viveu drama para chegar a Las Vegas e cumpriu a missão

postado em 11/05/2021 07:55

(Foto: Reprodução/UFC)

vitória com boa exibição diante de Michelle Waterson, no UFC em Las Vegas no sábado passado, foi encarada como prêmio por Marina Rodriguez. A gaúcha de Bagé acertou a luta às pressas com a norte-americana, viveu uma aventura para conseguir o visto de trabalho para atuar nos EUA e chegou ao local do evento em cima da hora, na véspera da pesagem. 

No octógono, no entanto, quem apostava em desgaste da brasileira ao longo dos cinco rounds da luta principal do UFC Vegas 26, errou feio. Marina Rodriguez dominou Michelle Waterson, soltou bons golpes, inibiu os chutes altos e baixos da carateca e foi declarada vencedora por decisão unânime dos juízes. 

A gaúcha, que treina em Florianópolis, disse que não pensou duas vezes antes de aceitar a convocação e acertar a luta contra a americana a 11 dias do evento. Depois da exibição convincente, mesmo atuando nos moscas (57kg), uma divisão acima dos palhas (52kg), sua categoria na organização, a brasileira mira voos altos na organização, em qualquer faixa de peso.
 
"Eu queria ter nocauteado nessa luta, para ter um poder de persuasão maior. Eu estou sempre esperando pelo título, sempre treino em alto nível para mostrar o meu melhor. Independentemente do resultado, vai ser sempre uma guerra. Me deem alguém do top 3 e vamos embora", declarou Marina ao Combate



Marina Rodriguez considerou a convocação do UFC para a luta contra Michelle como um presente de aniversário, comemorado em 29 de abril. A gaúcha, que vinha de vitória por nocaute sobre a mineira Amanda Ribas, em janeiro, em Abu Dhabi, pelo peso palha, disse que não poderia perder a chance de disputar um main event em Las Vegas. 

"Quando me ofereceram a luta, eu aceitei na hora, eu sabia que seria uma grande luta. A Michelle Waterson é duríssima, muito experiente, aguerrida. Há oito anos, ela era campeã do Invicta e eu fazia minha primeira aula de muay thai. Ela também aceitou a luta em cima da hora, eu sabia que teríamos os mesmos desafios. Eu sei das aventuras que tive que passar e ela também, menos do que eu, já que mora nos EUA. Foi um presente do UFC o convite para fazer o main event. Fiz aniversário no dia 29 de abril, e o presente estava por vir: consegui a luta e saí com a vitória", vibrou. 

Marina Rodriguez ocupa o sexto lugar no ranking peso palha, que tem como campeã Rose Namajunas. Michelle Waterson, por sua vez, está em nono na divisão. A brasileira, de 34 anos, foi revelada pelo Contender Series, em 2018, quando assinou contrato com o UFC. Pela franquia, ela tem quatro vitórias, dois empates e duas derrotas. 

Tags: Las Vegas UFC Michelle Waterson Marina Rodriguez