Vôlei

VÔLEI

Mundial Escolar de Vôlei de Praia tem início nesta quarta-feira com três pernambucanos

O ano de 2019 marca a presença de 4 continentes na 5ª edição da disputa

postado em 02/10/2019 08:50 / atualizado em 02/10/2019 08:54

<i>(Foto: Divulgação)</i>
Após vencerem a fase nacional do Campeonato Brasileiro de Desporto Escolar (CBDE) pelo Colégio Boa Viagem (CBV), na cidade de João Pessoa, Guilherme Cavalcante, Pedro Coriolano e Túlio Moura, todos com 14 anos, são presenças confirmadas no Mundial Escolar de Vôlei de Praia (Beach Volleyball World Schools Championship), que acontece entre os dias 02 e 10 de outubro, na areias da Itália. Os pernambucanos, além de representarem a Seleção Brasileira, dividem a responsabilidade de levar mais três lugares na bagagem durante a viagem: a instituição em que estudam, o Centro de Treinamento Caio Lopes (CTCL) e o Sport. Os três são parceiros no que diz respeito à formação de preparo dos atletas.

Para este ano, 19 delegações são divididas em quatro continentes e marcam a quinta edição do Mundial Escolar. Além de Pernambuco, os estados da Paraíba, Roraima, São Paulo e Rio de Janeiro estão na disputa. No histórico recente da disputa, o Brasil foi campeão em 2017 nas categorias sub-14 e sub-18, ambos conquistados pelo estado da Paraíba. 

Guilherme, Pedro e Túlio jogavam vôlei de quadra inicialmente, e só depois passaram a praticar vôlei de praia. Foi quando conheceram o treinador Caio Lopes, de 32 anos, quem possibilitou a ida dos garotos para o Brasileiro. Ele acompanha os meninos durante os momentos no Centro de Treinamento, e sobre o resultado do desempenho do trio nacionalmente, revelou: “Estou muito feliz com esse resultado. Essa é uma das poucas competições que você ganha e realmente vai para o Mundial. Foi emocionante o resultado, a vitória deles na final do Brasileiro foi extraordinária”, rememorou a vitória por 2 a 1 em cima da equipe de Roraima.

Hoje, pela categoria sub-15, a dupla principal é formada por Guilherme e Pedro. Túlio é reserva, ficando à disposição do técnico, em caso de alteração. No território italiano, distante de casa, os atletas terão a companhia do treinador Luiz Paulo, técnico dos garotos no colégio. “Além de tudo, é importante dizer que eles são ótimos alunos, e se preocupam com a parte pedagógica também”, ressaltou o professor.

Às vésperas de estrear na Itália, Pedro, o garoto que saiu com 13 anos da cidade de Ouricuri, no interior pernambucano, comemorou o alcance às expectativas durante sua trajetória. “É uma sensação muito boa ter conseguido todas as minhas expectativas, e agora poder representar meu país, minha escola e meu estado. Isso tudo foi fruto de muita dedicação, treinos, muitas coisas”, comentou em entrevista ao Superesportes. “(Ele) jogava na praça e agora tá conhecendo o mundo. Saiu do interior com uma proposta fiel no vôlei”, relembrou o treinador do Colégio Boa Viagem (CBV), Luiz Paulo.

Segundo Luiz, o foco está voltado para o bom desempenho na Itália e o bicampeonato. “A sensação é de muita alegria, não tem com ser diferente disso. O Brasil sempre vai muito forte”, disse esperançoso. “O colégio está empolgadíssimo, a expectativa é muito grande nesse mundial. E eu, particularmente, estou confiando muito neles”, completou.