UAI


Com surto de COVID-19, Minas pede adiamento do Sul-Americano masculino

Três jogadores da equipe de vôlei masculino foram diagnosticados com a doença causada pelo novo coronavírus neste mês de outubro

14/10/2021 10:27 / atualizado em 15/10/2021 10:03
compartilhe
Cruzeiro pediu o adiamento do Sul-Americano de Clubes de Vôlei Masculino, previsto para começar nesta sábado
foto: Orlando Bento/MTC

Cruzeiro pediu o adiamento do Sul-Americano de Clubes de Vôlei Masculino, previsto para começar nesta sábado

O Minas Tênis Clube confirmou nesta quinta-feira (14/10) que pediu o adiamento do Campeonato Sul-Americano de Clubes de Vôlei Masculino – previsto para começar nesta sábado (16/10) – em Belo Horizonte, em função dos casos de COVID-19 em sua equipe. O Minas e o Cruzeiro eram os representantes brasileiros confirmados na competição.

O ponteiro Henrique Honorato, o oposto Michael Sánchez e o central Juninho testaram positivo, na primeira semana de outubro, para a doença causada pelo novo coronavírus e foram colocados em isolamento.

Os demais integrantes do grupo testaram negativo e seguem treinando.

Em nota oficial, o Minas informou que a medida foi tomada "como forma de proteger os mais de 85 mil associados, 1 mil funcionários e cerca de mil atletas federados que circulam no clube todos os dias".

"O Minas tem um rígido protocolo de biossegurança para atender todos que circulam em suas dependências. O clube monitora diariamente todos os jogadores e faz controle severo de acesso dos sócios", completou o MTC, no comunicado.

O clube informou, nesta manhã, que ainda aguarda resposta da Confederação Sul-Americana de Vôlei (CSV) e da Federação Mineira de Vôlei (FMV) sobre o pedido de adiamento do torneio internacional.

Segundo a coluna Olhar Olímpico, do Uol, a competição, que iria até o dia 20 deste mês, será cancelada.

Cinco casos no feminino


Neste mês houve, também, cinco casos de COVID-19 na equipe feminina minas-tenista: o técnico Nicola Negro, a levantadora Pri Heldes e a oposta Dani Cuttino, além das ponteiras Pri Daroit e Neriman Ozsoy.

Até agora, o Sul-Americano feminino de clubes está mantido – está marcado para a semana que vem, em Brasília.

Compartilhe