Botafogo

BOTAFOGO

'Não sou apenas um funcionário': declaração de Honda agita bastidores do Botafogo

Jogador criticou troca de técnicos e disse se considerar 'parceiro' do clube

postado em 29/11/2020 16:18

(Foto: Vítor Silva/Botafogo)
O desabafo de Honda foi mais um capítulo dos bastidores agitados do Botafogo e gerou polêmica. O clube, que luta contra o rebaixamento no Brasileiro, optou por trocar de técnico mais uma vez no ano. Barroca, o escolhido na tentativa de salvar o time, não se aprofundou sobre o "Caso Honda" ao ser apresentado pelo Fogão, neste sábado, mas avisou que contava com todos os jogadores.

Honda voltou a manifestar publicamente, após mostrar insatisfação com o momento do Botafogo. Um dia depois de dizer que começava a pensar em sair do clube, o meia destacou que se considera além de um funcionário. "Não estou arrependido do que disse. Porque é importante para mim. Não sou apenas um funcionário, sou um parceiro. Então, eu tenho de saber de tudo. E você deve saber de tudo", postou o jogador japonês, na noite de sábado.

Na sexta-feira, dia em que o Botafogo anunciou a saída de Ramón Díaz e a chegada de Eduardo Barroca, Honda desabafou no Twitter e declarou que começaria a pensar em deixar o clube. "Inacreditável. Vou começar a pensar em ir embora se eles não me convencerem em alguns dias", ameaçou Honda.

Novo técnico do clube, Eduardo Barroca relativizou as declarações do meia e disse querer contar com o jogador  no elenco. "Evidentemente que eu conto com todos os jogadores do Botafogo. É um momento para a gente se juntar, ter uma competição interna forte e tenho certeza de que todos os jogadores vão contribuir para que a gente reverta esse cenário atual e consiga entregar o resultado que o torcedor tanto espera e que a gente também tem uma expectativa muito alta que aconteça", declarou.

O Botafogo é o 19º colocado no Campeonato Brasileiro, com 20 pontos. O clube volta a campo no sábado, às 17h, para enfrentar o Flamengo, no Nilton Santos. O clássico marcará o retorno de Barroca.

Tags: troca botafogo treinador honda barroca futnacional