Vôlei

SUPERLIGA FEMININA

Praia joga para confirmar posição na Superliga; Minas treina para playoffs

Mineiros entram em quadra nesta sexta no fechamento da primeira fase

postado em 04/03/2021 19:53

(Foto: Divulgação/Praia Clube)

Os times mineiros entrarão em quadra nesta sexta-feira no encerramento da fase de classificação da Superliga Feminina. Com os oito que avançam aos playoffs já definidos, a 11ª rodada do returno tem importância especial para o Praia Clube. O time de Uberlândia recebe o Flamengo, às 16h30, na Arena Praia, e precisa vencer para confirmar a terceira posição. 

O Minas, por sua vez, terá uma espécie de 'treino' diante do Brasília, já pesando nos playoffs. Com a liderança garantida com antecedência, o time mineiro terá pela frente, nas quartas de final, o próprio rival desta sexta-feira. A equipe do Distrito Federal assegurou presença no 'mata-mata' com o oitavo lugar.

 
TRIUNFO VITAL


O Praia soma 47 pontos e briga com o Sesi Bauru pela terceira posição. O time mineiro entrará em quadra já sabendo do resultado do concorrente direto, pois as paulistas jogarão contra o lanterna, São Caetano, às 11h30 desta sexta-feira, em casa. A equipe de Bauru tem 46 pontos e mira encerrar a fase de classificação em terceiro lugar. 

Pela campanha do São Caetano, com zero ponto e já rebaixado, o Sesi Bauru não deverá ter dificuldade para ganhar, o que jogará a pressão para as aurinegras. Na teoria, o Praia terá um duelo mais complicado, já que o Flamengo, mesmo com campanha de altos e baixos, soma 42 pontos e tem o quinto lugar garantido. 

Entre as jogadoras do Praia, o foco está voltado na conquista dos três pontos para manter o terceiro lugar e ganhar mais confiança para o 'mata-mata'. “É muito importante essa vitória para a gente garantir nosso terceiro lugar. A gente sabe que vai ser um jogo bem equilibrado, em que as duas equipes querem a vitória", declarou a levantadora Claudinha. 

"Mas eu acredito muito na nossa equipe. A cada derrota que a gente teve, a gente se sentou, conversou e alinhou. Tenho certeza de que a gente está sempre muito próximo de acertar esses detalhes que ainda faltam para nossa equipe. A gente tem margem de crescimento, isso que é o bom”, acrescentou Claudinha.

(Foto: Divulgação/Praia Clube)


MINAS MUDADO


O Minas, por sua vez, já tem a liderança assegurada com antecedência. O time mineiro, que soma 60 pontos e só perdeu um dos 20 jogos até agora, receberá o Brasília, às 19h, na Arena MTC. A partida seria em Taguatinga (DF), mas foi transferida para BH por causa do impedimento de eventos esportivos no Distrito Federal devido à pandemia de COVID-19. Com 24 pontos, o Brasília é o oitavo e já tem vaga garantida nos playoffs.  

O técnico do Minas, Nicola Negro, será forçado a alterar a equipe ao menos em uma posição. A oposta norte-americana Danielle Cuttino foi vetada por causa de lesão no tornozelo direito. Com isso, a jovem Camila Mesquita, que entrou bem em partidas anteriores na Superliga, deve ganhar chance como titular. "Minha responsabilidade é tentar manter o nível de jogo, conseguir ajudar a nossa equipe da melhor forma possível e manter o ritmo. Acredito que estas serão as minhas principais funções", frisou paulista de 21 anos.

A central e capitã Carol Gattaz projetou uma espécie de preliminar para o confronto nos playoffs. "“Será um jogo atípico pelo fato dele ter sido transferido para BH por causa dos problemas causados pela pandemia. Com certeza, será uma boa prévia de como pode ser nos playoffs. Sabemos que lá, a equipe delas estará mais preparada. Esse jogo, teoricamente, não vale muita coisa para a gente e nem para elas, porque a posição delas também está, praticamente, definida, mas servirá para que a gente possa saber o que a gente vai enfrentar nas quartas de final”, ressaltou.

(Foto: Orlando Bento/Minas)


Tags: flamengo minas Brasília praia clube superliga feminina Uberlândia arena MTC