UAI

2

'O Galo ganhou': Fael Lima comemora bordão que embala vitórias atleticanas

Frase (e canto) popularizada por torcedora do Atlético em entrevista ao jornalista viralizou com a ótima temporada do time

03/12/2021 10:00 / atualizado em 03/12/2021 09:23
compartilhe


Meme, canto e bordão. A frase 'O Galo ganhou' pode ser encaixada em qualquer uma dessas definições. Falada pela primeira vez em 2015 por uma torcedora do Atlético em entrevista a Fael Lima, da TV Alterosa, ela embala as vitórias do time no Mineirão na atual temporada e já está na 'boca do povão'. 



Tudo começou após uma vitória do alvinegro por 2 a 0 sobre a Ponte Preta fora de casa, pela 13ª rodada da Série A daquele ano, no dia 11 de julho. Na ocasião, o Galo liderava o campeonato, e a empolgação com o time era clara.

@estadodeminas "O Galo ganhou, o Galo ganhou!" Conheça a história do #memeque virou hino dos atleticanos na conquista do #brasileirao2021#tiktoknoticias #ogaloganhou %u266C som original - Estado de Minas


O bi na voz da Massa: torcedores do Galo falam sobre a emoção da conquista


Além de ser o representante do Atlético no programa Alterosa Esporte , Fael também tem um canal no YouTube , o Camisa 12 . Após o resultado positivo, ele foi às ruas de Belo Horizonte para conversar com torcedores para o quadro 'Deixa eu falar'. 


Foi em uma dessas entrevistas que 'O Galo ganhou' foi gravado pela primeira vez. O jornalista encontrou a torcedora Marci em um bar no Horto, próximo ao Independência, e a questionou sobre o time titular. Um pouco alterada com a bebida, ela já começa a entrevista cantando a frase. Em seguida, no trecho mais conhecido, Fael vai no 'embalo' e canta e pula com a atleticana. 

"A Marcinha é muito tímida, não gosta de câmera, de microfone. O Galo tinha vencido a Ponte Preta fora de casa neste dia, e eu conversava com vários torcedores, todos muito loucos e eufóricos. A Marcinha já tinha bebido bastante. Eu tento puxar uma frase de quem devia sair do time, mas ela começa a pular logo em seguida. Ela já tinha falado a frase duas vezes na entrevista, e depois começamos a pular juntos", conta Fael.
 
Fael e Marci popularizaram o termo 'O Galo ganhou'
foto: Reprodução/Camisa 12

Fael e Marci popularizaram o termo 'O Galo ganhou'

 

A origem


A primeira vez que o termo foi dito com mais frequência foi pelo atleticano Marcos (não teve o sobrenome revelado), em uma caravana, após a conquista do Campeonato Mineiro de 2015. Marci estava junto com ele e começou a repetir a frase em diversos momentos após vitórias do Atlético. 

A atleticana já era conhecida de Fael. Os dois sempre foram amigos e viajavam juntos para assistir aos jogos do Galo fora de casa. Ela conta que iria à Campinas assistir à partida contra a Ponte Preta, mas acabou ficando em Belo Horizonte. 

"Alguns meses depois eu iria em uma caravana em Campinas, mas como não deu certo, fiquei em Belo Horizonte para assistir à partida. Ao final do jogo, eu estava descontraída, alegre e um pouco alcoolizada. Feliz com a vitória, fiquei cantando o Galo ganhou quando o Fael Lima me filmou, e agora o vídeo viralizou. Nunca imaginei toda essa popularização, mas como falo para várias pessoas, sou como qualquer torcedor que vai para o jogo, bebe e comemora. Não tenho intenção de ficar famosa por isso", conta.

Todos os jogos da campanha de 2021


Os dois chegaram a se reencontrar em 2017, em novo vídeo gravado para o Camisa 12. Na ocasião, Marci vê Fael e tenta 'fugir'. Ao fim, ela acaba repetindo o canto, que ainda não era tão popular quanto hoje.   

"Eu chego nela e ela já foge. Ela diz, em tom de brincadeira, 'minha vida virou um inferno depois desse vídeo'. Mas ela vai entrando de novo na brincadeira. Ela fala que quer continuar indo estádio sem ser reconhecida, e que o povo gosta de tirar foto com ela", diz Fael.  
 
 

Divulgação e engajamento da torcida


O bordão já era escutado no meio da torcida do Atlético, mas foi apenas em 2021 que viralizou de vez. Fael sempre foi o principal divulgador do termo. Ele explica que depois daquele ano não postava frequentemente, mesmo com a 'cobrança' de outros torcedores. 

"Foi falta de divulgação mesmo, até porque pelo menos uma vez por semana tinha vitória do time. Faltou realmente divulgar e criar esse efeito cascata, aproveitar a torcida estar muito empolgada. Coincidiu tudo. Reativar em um momento bom do clube, com a torcida empolgada, indo para a televisão e com as redes sociais tendo um alcance maior do que em 2015", disse. 

Fael, inclusive, editou um trecho de Marcelo Barreto, apresentador do SporTV , dizendo 'O Galo ganhou' no começo de um programa. Ele fez isso como forma de brincadeira, que se tornou um meme. 

Nos dias seguintes ao vídeo publicado com Marci cantando, Barreto usou, coincidentemente, o mesmo termo. Um dos amigos de Fael sugeriu uma edição alternada, utilizando a frase de ambos, e ele gostou da ideia. Não demorou muito, e o vídeo foi mais um a viralizar nas redes sociais. 
 
 

Mesmo patamar de outros bordões?


Curiosamente, outros dois dos mais famosos bordões do Atlético também surgiram no Diário Associados. O 'Galo Doido', criado por Dudu, ex-Alterosa Esporte, e o 'Caiu no Horto, tá morto', dito pela primeira vez na imprensa pelo colunista do Estado de Minas/Superesportes, Fred Melo Paiva, são frequentemente ouvidos no meio atleticano.

Mesmo com a ampla repercussão do 'O Galo ganhou', Fael descarta qualquer tipo de comparação. Além de dar o crédito à Marci, ele afirma que nenhuma frase pode ser comparada com a de Dudu.

"O Dudu é meu ídolo e não deixo ninguém na prateleira dele, pra mim ele é intocável. Mas só de existir essa comparação, a frase deve ser muito boa", assegura.

Elenco do Atlético no Brasileiro 2021



Reconhecimento e entrega pelo Atlético


Além do engajamento da torcida, o próprio clube, jogadores e outros jornalistas já aderiram o termo. Para ouvir alguém gritar, é só perguntar 'e o Galo?', que em seguida vem, 'O Galo ganhou!'.



O bordão já virou até  camisa vendida pelo Atlético  e um funk produzido pelo Camisa 12 (veja acima). Feliz com o reconhecimento, Fael Lima revela que essa nova relação com o Atlético 'curou uma ferida'. 

"O Atlético já tinha postado algumas coisas antes, com o Cuca comemorando. Foi bacana. Nos últimos anos eu pensei em parar de trabalhar com o Atlético, apesar de amar fazer isso, por causa da minha relação com o clube de 2018 a 2020. E isso foi muito bom por causa disso, curou uma ferida que estava aberta", conta. 
 
 

Com toda essa alegria, o atleticano também passa por sacrifícios e celebrações. Como uma forma de tradição, ele vai à sede de Lourdes após as vitórias mais especiais para beber um vinho e madrugar. 'Celebrar a vida de Galo', explica. 

Fael ouviu o canto da torcida com a frase pela primeira vez na vitória sobre o Cuiabá, no dia 24 de outubro, na 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. "Eu estava no jogo contra o Cuiabá, o juiz apitou. Ouvi a torcida cantando, mas não identifiquei o que. De repente espalhou para arquibancada 'O Galo Ganhou'. Nessa hora eu me emocionei demais. Já estava balançado pela vitória, mas nesse momento eu me emocionei muito".  
 
Atleticano levou faixa com a frase 'O Galo ganhou' para o Mineirão
foto: João Vítor Marques/Superesportes

Atleticano levou faixa com a frase 'O Galo ganhou' para o Mineirão

 

Além disso, o bordão virou até faixa. Na vitória do Atlético sobre o Grêmio no dia 11 de março, um torcedor levou o acessório com a frase para o Mineirão. Fael comemora o sucesso e diz que está vivendo muito mais do que sonhou um dia. 

"A ficha não cai. Quando visito a minha mãe eu falo, 'parece que eu bati a cabeça e isso deve ser uma ilusão minha, eu vou acordar em Caratinga (sua cidade natal), isso tudo é muita loucura'. Esses dias eu sentei para conversar com o Reinaldo (ídolo do Atlético), tomar café e comer queijo. Depois andei no centro do gramado da Arena MRV. Estou em um programa de televisão falando do Atlético", comemora.

"Em 29 de junho de 2019 um missionário me parou e disse que eu iria realizar meu sonho muito rápido. Acho que foi muito mais do que eu tinha sonhado. Eu sonhei de um tamanho, e Deus me deu mil vezes mais", finaliza. 


Compartilhe
DEPLOY_APP_TESTE [an error occurred while processing this directive] 2 2