Esporte na TV

ESPORTE NA TV

PVC diz que Atlético tem 'futebol mais intenso do Brasil': 'Grande candidato a ser campeão'

Comentarista do SporTV listou qualidades do time, que lidera a Série A

postado em 28/09/2020 13:30

(Foto: Reprodução/Bem, Amigos (SporTV))
O comentarista Paulo Vinícius Coelho, do SporTV, rasgou elogios ao Atlético do técnico Jorge Sampaoli. Segundo o jornalista, a equipe alvinegra pratica o futebol mais intenso do país e é um “grande candidato a ser campeão” do Campeonato Brasileiro.

Para justificar a opinião, PVC utilizou como exemplo a vitória desse sábado por 3 a 1 sobre o Grêmio, no Mineirão, pela 12ª rodada. “A atuação contra o Grêmio foi estratosférica, especial. E o Atlético de novo amassou o adversário, teve posse de bola, rodou, teve paciência, pressionou a saída de bola do adversário, teve velocidade”, disse, em análise publicada pelo GloboEsporte.com.

“Por isso é o líder, por isso tem o melhor ataque e por isso, agora, parece um grande candidato a ser campeão. Tem muito tempo pela frente, sem dúvida. Ninguém vai cravar que o Atlético vai ser campeão, mas que é candidato está cravado. O Atlético vai brigar pelo título brasileiro, que não é seu há 49 anos”, prosseguiu.

O Atlético lidera o Brasileirão, com 24 pontos - três à frente do segundo colocado Internacional, que tem um jogo a mais. Para PVC, a equipe alvinegra tem trunfos que podem lhe garantir a permanência na ponta da tabela até o fim. Entre elas, o estilo de jogo dos times de Sampaoli.

“Outra coisa, outro ponto favorável para o sonho, é Jorge Sampaoli, do futebol mais intenso do Brasil, mais agressivo, com mais marcação pressão, mais retomada de bola no campo de ataque. Tudo isso”, apontou.

Leia, na íntegra, a análise de PVC sobre o Atlético:


"O Atlético já tinha a favor do sonho de ser campeão brasileiro depois de 49 anos o número de jogos, por exemplo. O Atlético pode fazer até 18 jogos a menos do que o Flamengo, o Palmeiras, o Grêmio, o Internacional, o São Paulo, times que estão na Copa do Brasil e na Libertadores.

Outra coisa, outro ponto favorável para o sonho, é Jorge Sampaoli, do futebol mais intenso do Brasil, mais agressivo, com mais marcação pressão, mais retomada de bola no campo de ataque. Tudo isso. Mas Sampaoli precisava de uma coisa a mais: o ‘homem-gol’. Porque o Atlético não tem em seu elenco, pela lesão de Diego Tardelli, um artilheiro nato.

Foi também pensando nisso que o Sampaoli forçou um pouco, apressou um pouco, a volta do Nathan. Porque o Nathan, sem ser um gênio, é um jogador que gosta de fazer gols. Voltou fazendo gol contra o Atlético-GO na semana passada. Mas nestas últimas duas rodadas apareceu exatamente o que o Atlético mais precisava: o goleador. São seis gols de Keno em duas rodadas (três contra o Atlético-GO e três contra o Grêmio).

A atuação contra o Grêmio foi estratosférica, especial. E o Atlético de novo amassou o adversário, teve posse de bola, rodou, teve paciência, pressionou a saída de bola do adversário, teve velocidade. Por isso é o líder, por isso tem o melhor ataque e por isso, agora, parece um grande candidato a ser campeão. Tem muito tempo pela frente, sem dúvida. Ninguém vai cravar que o Atlético vai ser campeão, mas que é candidato está cravado. O Atlético vai brigar pelo título brasileiro, que não é seu há 49 anos."

Tags: galo pvc atleticomg interiormg futnacional sampaoli seriea paulo vinicius coelho