América aguarda CBF para voltar a receber público no Independência

PBH liberou a presença de público limitada em 30% da capacidade do estádio

27/07/2021 16:42 / atualizado em 27/07/2021 17:30
compartilhe
América aguarda liberação para receber 30% da capacidade total do público no Independência
foto: Mourão Panda/América

América aguarda liberação para receber 30% da capacidade total do público no Independência


A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) anunciou, nesta terça-feira, a liberação de 30% da capacidade total de público nos estádios da capital. O América, no entanto, ainda precisará aguardar a autorização da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para definir uma data para voltar a receber a torcida no Independência
De acordo com a coluna do jornalista Rodrigo Mattos, do UOL, a CBF deseja realizar testes com a volta do público nas quartas de final da Copa do Brasil, que começarão a ser disputadas em 25 de agosto. Os duelos válidos pelo Campeonato Brasileiro, única competição que o América disputa, só poderão receber torcida quando houver permissão de todos os Estados. 
 
Até aqui, apenas a Conmebol liberou o público para torneios sul-americanos.  
 
Ao Superesportes, o presidente do Conselho de Administração do América, Alencar da Silveira, disse que tentará alinhar as conversas com a entidade reguladora do futebol brasileiro para a volta imediata dos torcedores americanos ao Independência. Uma reunião entre as partes deverá ser marcada nos próximos dias. 
 
O Coelho foi representado na reunião desta terça-feira com a PBH por Marcus Salum, coordenador geral de futebol clube-empresa.  

Liberação da PBH 

 
Em entrevista coletiva, o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, explicou que os torcedores terão de apresentar o teste negativo de COVID-19 para acessar o Independência. Ele ainda recomendou que grávidas não frequentem o estádio e deu o alerta a possíveis fraudes nos exames.

"Gostaria de lembrar que a falsificação de resultado de exames é crime e será contemplada como tal. É muito importante que tenha o resultado de um exame em um laboratório confiável, com estrutura de saúde confiável", disse.

De acordo com Machado, o primeiro evento esportivo será em caráter de teste. "A ideia é que, se der certo, na medida que as condições permitirem, haverá expansão da liberação de público". 

Compartilhe