UAI


Próximo rival do América, Cuiabá perdeu apenas dois dos últimos 15 jogos

Em 10° lugar no Brasileirão, Dourado faz boa campanha na sua primeira participação na elite nacional; saiba mais sobre o modelo de jogo do time de Jorginho

30/09/2021 14:55
compartilhe
Cuiabá é o 10° colocado da Série A e está invicto há seis jogos
foto: AssCom Dourado

Cuiabá é o 10° colocado da Série A e está invicto há seis jogos


Próximo rival do América na Série A do Campeonato Brasileiro, o Cuiabá faz boa campanha em sua primeira participação na elite do futebol nacional. O 'Dourado' perdeu apenas dois dos últimos 15 jogos realizados no Brasileirão e já ostenta seis partidas de invencibilidade. O time mato-grossense ocupa a 10ª posição na tabela, com 29 pontos.
 
 

América e Cuiabá estão separados por cinco pontos na classificação. O Coelho é o 15° colocado, com 24 pontos, e enxerga o duelo com o 'Auriverde da Baixada' como um confronto direto na luta contra o rebaixamento à Segunda Divisão. Para o clube mineiro, que ainda tem pretensões de conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana de 2022, a partida se faz ainda mais importante. 
 
Nos últimos 15 jogos, no entanto, o Cuiabá só foi derrotado por Corinthians (2 a 1) e Grêmio (1 a 0) - ambos na Arena Pantanal, como mandante. Neste recorte de partidas, o Dourado também empatou com RB Bragantino (1 a 1), Ceará (2 a 2), Internacional (0 a 0), Bahia (1 a 1), Fortaleza (0 a 0), Fluminense (2 a 2) e Atlético-GO (0 a 0).
 
Além disso, venceu Chapecoense (3 a 2), Atlético-GO (2 a 1), Athletico-PR (1 a 0), Palmeiras (2 a 0), Santos (2 a 1) e Juventude (2 a 1).

Os bons resultados recentes impulsionam o Auriverde da Baixada na briga por uma vaga na Sul-Americana, mas o clube garante que a permanência na elite é a principal meta da temporada. Ao todo, o time de Jorginho soma seis vitórias, 11 empates e cinco derrotas no Brasileirão.

Modelo de jogo


Sob o comando do técnico Jorginho, o Cuiabá ganhou força e evoluiu em sua proposta de jogo. O Dourado é uma equipe que preza muito pelo equilíbrio defensivo, marcando, na maior parte do tempo, em um 4-4-2 e usando as transições ofensivas como principal arma. Quando retoma a posse, o time mato-grossense busca chegar rapidamente ao gol adversário.

O destaque da equipe é o camisa 10 Clayson. Com boa capacidade técnica para situações de 'um contra um', o jogador usa do drible e da velocidade para quebrar linhas rivais e ajudar o Cuiabá a progredir em campo. Ele tem dois gols e duas assistências nos últimos sete jogos.

Clayson é o destaque do Cuiabá na Série A
foto: AssCom Dourado

Clayson é o destaque do Cuiabá na Série A


Outro 'pilar' do conjunto mato-grossense tem sido o zagueiro Paulão, que defendeu o América entre 2018 e 2019. Com atuações seguras e muita experiência, o atleta de 35 anos é um dos líderes do elenco. Assim como ele, o goleiro Walter tem se destacado com ótimas atuações e sido peça fundamental do sistema defensivo.

Por prezar por um jogo equilibrado e organizado defensivamente, os jogos do Cuiabá têm sido decididos por placares apertados. Isso pode ser constatado pelos vários empates no Campeonato Brasileiro: com 11 igualdades, o Dourado é o time que mais empatou na competição.

Um dos aspectos a evoluir na equipe de Jorginho é o repertório em fase ofensiva - momento do jogo em que a equipe domina a posse, mas encontra o adversário preparado para se defender e precisa criar soluções para desequilibrar o bloco rival.
 
 

Interesses distintos


O duelo entre Cuiabá e América tem outro viés interessante: os times buscam melhorar, respectivamente, suas campanhas como mandante e visitante no Brasileirão.

O Dourado tem a quinta pior campanha da Série A jogando em seus domínios. Ao todo, foram três vitórias, quatro empates e quatro derrotas (13 pontos), rendendo um aproveitamento de 39,3%. Apenas Atlético-GO, RB Bragantino, Sport e Chapecoense têm desempenhos piores como mandantes.

Por sua vez, o  Coelho é o terceiro pior visitante da elite nacional . Em dez jogos longe do Independência, o time de Vagner Mancini venceu apenas uma vez - além de cinco empates e quatro derrotas. Os números são traduzidos em um aproveitamento de 26,6%, que só permite ao América superar Santos e Ceará no quesito.

Compartilhe