UAI

2

Marlon projeta jogo entre América e Guaraní: 'Não temos que mudar nada'

Lateral-esquerdo do Coelho acredita que o time deve manter a postura agressiva na partida de volta da segunda fase da Libertadores

28/02/2022 13:36 / atualizado em 28/02/2022 13:36
compartilhe
Marlon também pediu mais atenção ao América
foto: Marina Almeida/América

Marlon também pediu mais atenção ao América

O lateral Marlon, do América, projetou o duelo de volta da segunda fase da Copa Libertadores, contra o Guaraní-PAR. Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (28), o jogador de 28 anos afirmou que a equipe deve manter a postura 'agressiva' e não tem que mudar nada em relação a derrota por 1 a 0, no Independência, na quarta-feira passada. 

Fotos do último treino do América em BH antes da viagem ao Paraguai



"(É) manter o que estamos fazendo e trabalhando desde o ano passado. Nossa equipe tem um jogo agressivo na marcação em cima, estamos sempre tentando jogar e fazer os gols. Não temos que mudar nada. Se Deus quiser, agora nesse próximo jogo, a bola vai entrar, e vamos sair classificados de lá", disse Marlon.

A partida em Belo Horizonte foi dominada pelo América. Foram 25 finalizações, 72% de posse de bola e mais de 470 passes trocados. No entanto, a equipe abusou da bola área e realizou 58 cruzamentos.

Para Marlon, esse alto número foi reflexo de um time que buscou o gol de todas as formas. "Na verdade, buscamos o gol de todas as maneiras. Um jogo onde fizemos um bom trabalho em todos os lados do campo, por dentro. Tivemos bastante finalizações, posse de bola. Vamos procurar manter o que fizemos no primeiro jogo e, se Deus quiser, os gols vão sair", afirmou o atleta. 

O lateral-esquerdo acredita que a estreia em uma competição continental para alguns jogadores (incluindo o próprio) resultou em um jogo diferente. Ele também pediu mais atenção à equipe. 



"Libertadores é um jogo diferente. Foi o primeiro jogo (na competição) para muitos jogadores, para mim também. É uma partida diferente, em que precisamos entrar mais atentos para não sermos surpreendidos com os contra-ataques deles e chegar lá na frente para 'matar' o jogo", explicou.

Marlon chegou ao América na temporada passada, emprestado pelo Sampaio Corrêa. O Coelho adquiriu 50% do jogador por R$ 1,5 milhão no fim de 2021. Titular absoluto com a camisa alviverde, o lateral disputou 31 jogos, com um gol e três assistências.

O América enfrenta o Guaraní na quarta-feira, às 19h15, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai. Vitória americana por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis. 

O Coelho se classifica ainda no tempo regular caso vença por dois gols ou mais de diferença. Qualquer empate ou derrota elimina o alviverde da competição.


Compartilhe