UAI

2

América recebe o Juventude e busca reação imediata no Campeonato Brasileiro

Após estreia ruim, com derrota para o Avaí em Florianópolis, América busca dar resposta rápida no Brasileirão em partida diante do Juventude, no Independência

16/04/2022 06:00 / atualizado em 16/04/2022 11:41
compartilhe
Técnico Vagner Mancini fará segundo jogo no comando do América
foto: Estevão Germano / América

Técnico Vagner Mancini fará segundo jogo no comando do América


A reação precisa ser imediata. Após derrota para o Avaí na estreia da Série A do Campeonato Brasileiro, o América precisa dar uma resposta rápida na competição diante do Juventude, às 19h deste sábado (16), no Estádio Independência, em Belo Horizonte. A partida pela 2ª rodada do Brasileirão representa uma oportunidade para que o Coelho some seus primeiros pontos no torneio.
 
 

No meio da semana, o América recebeu uma injeção de ânimo. Ainda que tenha cedido empate ao Atlético com gol irregular pela Copa Libertadores, o Coelho teve uma atuação muito mais consistente do que as que vinha apresentando na reestreia do técnico Vagner Mancini.

No empate em 1 a 1 com o Galo, na quarta-feira (13), o América adotou uma proposta diferente da que o torcedor se acostumou a ver nos últimos anos. O time de Vagner Mancini abriu mão da posse de bola e privilegiou as saídas em contra-ataque. Em uma dessas oportunidades, o veterano Felipe Azevedo marcou um golaço, que abriu o placar no Mineirão, em Belo Horizonte.

No entanto, já na reta final da partida, o Coelho sentiu o amargo gosto da "lei do ex". O atacante Ademir, que defendeu as cores verde e preta entre 2018 e 2021, saiu do banco de reservas para balançar as redes de Jailson e igualar o clássico - em posição irregular, com erro de arbitragem.

Ainda assim, o que se pôde observar nas redes sociais após o empate com o Atlético foi o retorno da confiança dos torcedores americanos. A mudança de postura da equipe foi elogiada por Mancini e traz esperança de melhores atuações já nos próximos jogos.
 

Fotos do golaço de Felipe Azevedo, do América, no clássico

 

Momento do rival


Próximo adversário do América, o Juventude foi o clube que mais contratou jogadores no primeiro semestre. Ao todo, o clube gaúcho anunciou 23 reforços para a temporada 2022. O início do ano, no entanto, foi um período turbulento para o Ju, que quase foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Gaúcho.
 
Após garantir a permanência na elite do futebol nacional, assim como o Coelho, o Juventude correu atrás de reforços no mercado. Entre os nomes anunciados, destacam-se jogadores como Guilherme Parede, Paulo Miranda, Vitor Gabriel e Isidro Pitta (centroavante estrangeiro que foi um dos destaques da última Copa Libertadores defendendo o Olimpia).

Quem também chegou a ser contratado pelo Juventude foi uma figura recente da história do América: o atacante argentino Mauro Zárate. Apesar disso, o jogador pediu para deixar o Ju em março, alegando problemas familiares.
 
 

Os reforços, no entanto, ainda procuram "dar liga" ao Juventude. A equipe jaconera esteve muito próxima de ser rebaixada no Estadual, com uma campanha abaixo da crítica: apenas duas vitórias, cinco empates e quatro derrotas em 11 jogos. Com 11 pontos, o Ju terminou a primeira fase na 10ª colocação, logo à frente do União Frederiquense, que acabou rebaixado.

A boa notícia da temporada tem sido a campanha na Copa do Brasil. Na primeira fase, o Juventude eliminou o Porto Velho com vitória por 2 a 1. Já na segunda, garantiu mais um avanço ao bater o Real Noroeste por 1 a 0. A terceira etapa proporcionará um desafio muito maior, com o São Paulo como adversário no torneio mata-mata.

Em 3 de março, a diretoria anunciou a contratação do técnico Eduardo Baptista após um longo período sem treinador. Sem calendário no Campeonato Gaúcho, ele teve 27 dias para treinar a equipe entre a classificação diante do Real Noroeste e a estreia no Brasileirão, diante do RB Bragantino.

 

Fotos da torcida do América no clássico contra o Atlético, no Mineirão

 


No Alfredo Jaconi, na segunda-feira (11), as equipes empataram em 2 a 2 em um bom jogo de futebol. Com ideias modernas, como a marcação na saída de bola do adversário, a boa atuação do Ju rendeu elogios do técnico Eduardo Baptista.

"Me deixa uma satisfação muito grande, por tudo aquilo que o time produziu. Tudo que nós combinamos nos 27 dias os atletas cumpriram à risca. Ainda tem muita coisa para fazer, mas fica um sinal de um time que, se repetir atuações como essa, vai ganhar mais do que perder", avaliou.

Quem joga?


O América só não repetirá a escalação que empatou com o Atlético na Libertadores porque tem um desfalque certo. Trata-se do lateral-esquerdo Marlon, que foi expulso na estreia do Campeonato Brasileiro, diante do Avaí.

Quem também foi expulso no duelo contra o Avaí foi o meia-atacante Matheusinho, mas este sequer havia sido relacionado para o clássico contra o Galo. Além do lateral e do meia, o Coelho segue com as mesmas baixas por lesão: Wellington Paulista e Berrío. Matheus Cavichioli, Eduardo e Aloísio "Boi Bandido" seguem em readequação física para voltar a atuar.

O volante Lucas Kal, que ficou de fora do jogo contra o Atlético por um trauma no tornozelo, tem presença incerta diante do Juventude. Em caso de ausência, a tendência é que Zé Ricardo siga como seu substituto.

FICHA TÉCNICA


América


Jailson; Patric, Iago Maidana (Germán Conti), Éder e João Paulo; Zé Ricardo (Lucas Kal), Juninho e Alê; Felipe Azevedo, Everaldo e Paulinho Boia.
Técnico: Vagner Mancini

Juventude


César; Rodrigo Soares, Paulo Miranda, Rafael Forster e Busanello; Yuri, Jadson e Chico; Capixaba, Paulinho Moccelin e Ricardo Bueno.
Técnico: Eduardo Baptista

Motivo: 2ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data e horário: sábado, 16 de abril de 2022, às 19h
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Éder Alexandre e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Wagner Reway (PB)
Transmissão: Premiere e tempo real do Superesportes

Compartilhe