UAI

2

América: Mancini vê expulsão de Maidana como determinante para derrota

Treinador acredita que decisão do árbitro influenciou em resultado negativo diante do Coritiba, neste domingo, no Couto Pereira

15/05/2022 21:52 / atualizado em 16/05/2022 08:40
compartilhe
Vagner Mancini analisou derrota do América no Couto Pereira
foto: Mourão Panda / América

Vagner Mancini analisou derrota do América no Couto Pereira

O técnico Vagner Mancini considerou a expulsão de Iago Maidana como determinante para a derrota do América para o Coritiba, neste domingo, por 1 a 0, no Couto Pereira, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador, contudo, acredita que a decisão do árbitro Bruno Arleu de Araújo foi rigorosa e influenciou no resultado a favor do Coxa. 



"Foi um jogo atípico do que seria. A expulsão foi determinante na partida. Acho que o árbitro teve uma decisão muito importante para a vitória do Coritiba, influenciando no resultado", comentou, em entrevista coletiva após a partida na capital paranaense. 

Maidana foi expulso por ter recebido dois cartões amarelos diante do Coxa. O primeiro deles veio por uma falta logo no início da partida. Depois, aos 38 minutos do primeiro tempo, por lance de pé alto em jogada com o atacante Léo Gamalho, veio a segunda advertência e a expulsão.

Com um a menos, o América teve dificuldades em seu plano de jogo e viu Andrey, aos 47 minutos da etapa inicial, marcar o gol que selou a vitória dos paranaenses. No lance, o volante se agachou na entrada da área após cruzamento de Egídio e cabeceou no canto direito de Jailson. 

Vagner Mancini acredita que o lance do gol poderia ser evitado se o América ainda estivesse com os três zagueiros em campo. O treinador, no entanto, considerou falha defensiva do time na forma como Andrey apareceu dentro da grande área. 

"O futebol é futebol desde sempre. Sempre que um volante faz um gol de cabeça dentro da área é porque alguém largou a marcação fora da área. Teve uma falha de marcação na entrada do Andrey na área, pois todos os zagueiros estão focados nos atacantes. O homem que vem de trás não pertence aos zagueiros. Se estivéssemos com os três zagueiros naquela hora, eu acredito que a gente não tomaria o gol, porque o Eder tem muito essa noção de sair dos três e cobrir os volantes",analisou. 



Mancini também explicou o motivo de atuar com três zagueiros neste domingo - Maidana, Eder e Conti. Segundo o comandante americano, com a ausência do volante Juninho, lesionado, o América não teria a saída de bola necessária para enfrentar o esquema do Coritiba. 

"A dificuldade maior é que tivemos ausência de peças. O esquema vinha funcionando. Certamente, a gente teria um desenrolar favorável. A gente viu isso no jogo. O fato de ter um terceiro zagueiro e o Lucas Kal é para a gente ter uma saída de qualidade, sendo que eu não tinha um outro jogador de meio-campo com as características que eu queria para a partida. Por isso a opção de três zagueiros e pelo fato de termos enfrentado uma das equipes mais altas do campeonato, que usa muito a bola parada", comentou. 



Próximos desafios


Com o resultado, o Coelho deixou o G4 do Brasileirão e caiu para a 7ª posição, com nove pontos. Na sequência, o Coelho tem compromisso pela 5ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Na quarta-feira (18), às 21h, o time  visitará o Tolima no Estádio Manuel Murillo Toro, em Ibagué, na Colômbia. Com apenas um ponto no Grupo D, os comandados de Vagner Mancini precisam de um "milagre" para classificar às oitavas de final do torneio continental.

Depois, o América receberá o Botafogo no Estádio Independência, em Belo Horizonte. A partida será realizada às 21h do próximo sábado (21), pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Coritiba x América: fotos do jogo pelo Campeonato Brasileiro





Compartilhe