UAI

2

Salum mantém confiança no América na Série A: 'Todos passam aperto'

Presidente da SAF do Coelho avalia os altos e baixos na temporada, comenta os erros de arbitragem, mas afirma: 'Não posso me render à dificuldade'

22/06/2022 13:14 / atualizado em 22/06/2022 13:14
compartilhe
América está na 16ª posição do Brasileiro, com 15 pontos
foto: Mourão Panda / América

América está na 16ª posição do Brasileiro, com 15 pontos


Presidente da SAF e homem forte no futebol do América, Marcus Salum fez uma avaliação do momento negativo do time na temporada. Nos últimos quatro jogos, foram três derrotas e um empate.

Além dos resultados negativos, a ausência de gols nessas quatro partidas também chamou a atenção. A sequência sem vitórias deixou o time na 16ª posição do Campeonato Brasileiro, com 15 pontos.

Salum, no entanto, mantém a confiança na equipe. Ele acredita que todos os times passam por 'apertos' e o clube precisa superá-los para voltar ao topo da tabela.

"Futebol é assim, estava em um céu de brigadeiro, agora estou acuado. Não posso me render à dificuldade. Tenho que vencê-la. Não vou achar que vou viver em céu de brigadeiro o tempo todo. Todos estão passando aperto, por que eu não vou passar?", afirmou Salum, em contato com o Superesportes, nesta quarta-feira (22). 

Outro ponto foi as polêmicas de arbitragem. Na derrota por 2 a 0 para o Ceará, o clube questiona a validação do primeiro gol de Mendonza, por uma possível cotovelada em Patric. 

expulsão de Alê no empate em 0 a 0 com o Fluminense e dois pênaltis não marcados na derrota por 1 a 0 para o Fortaleza também geraram reclamações por parte do clube. 

"Tivemos uma queda, uma coincidência com arbitragem ruim. Mas não vou me esconder atrás de arbitragem, porque também erramos. Arbitragem não é justificativa, temos que entender. Arbitragem atrapalha, mas todos estão sendo atrapalhados, não é só o América", lamentou Salum.

O América terá a chance de voltar ao caminho das vitórias no sábado, às 19h, quando enfrentará o Flamengo no Maracanã, no Rio de Janeiro. A partida será válida pela 14ª rodada do Brasileiro.

Compartilhe