UAI

2

Com América no Z4, aproveitamento de Mancini se assemelha ao da 1ª passagem

Desde 12 de abril, quando retornou ao América, Vagner Mancini soma 23 partidas, nove vitórias, quatro empates e dez derrotas - 45% de aproveitamento

19/07/2022 06:00 / atualizado em 19/07/2022 08:09
compartilhe
Técnico Vagner Mancini durante confronto diante o Botafogo, pela Copa do Brasil
foto: Mourão Panda / América

Técnico Vagner Mancini durante confronto diante o Botafogo, pela Copa do Brasil


Desde que o técnico Vagner Mancini retornou ao América, a equipe alviverde vive momentos de altos e baixos. Mesmo com a competente classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, atualmente, o Coelho amarga a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Ainda sim, os números do treinador são semelhantes aos da primeira passagem no Lanna Drumond, considerada positiva pela torcida.
 
 

Desde que reassumiu o América, em 12 de abril, Mancini soma mais derrotas que vitórias. Até aqui, foram 23 partidas, nove triunfos, quatro empates e dez reveses - 45% de aproveitamento. Na Série A, o Coelho está na 17ª colocação, com 18 pontos.

Em sua primeira passagem sob o comando da equipe alviverde, de junho a outubro de 2021, Mancini teve números parecidos aos atuais. Foram 21 jogos, sete vitórias, nove empates e cinco derrotas - 47,6% de aproveitamento.

O treinador assumiu o Coelho na 19ª colocação do Campeonato Brasileiro, com um ponto apenas em cinco rodadas. Após conquistar os resultados, deixou o clube na 11ª posição, com 31 pontos, para treinar o Grêmio, que acabou por ser rebaixado no fim da competição.

O contraponto entre as duas passagens é que, nesta segunda, grande parte dos bons resultados foram conquistados na Copa do Brasil e na Libertadores.

Até mesmo devido a isso, o América está mal no Brasileirão. Se somados os números apenas em copas, o treinador tem quatro vitórias, dois empates e três derrotas - 51,9% de aproveitamento.
 
 

Corrida contra o tempo


Um fator que pode ter influenciado a queda de rendimento no Brasileiro comparando as duas passagens é o calendário enxuto. Em 2021, Mancini manteve seu foco exclusivo na Série A, já que o América não disputava outra competição. Nesta temporada, o treinador teve que conciliar atenção com outros torneios.

Em sua primeira passagem, o treinador completou 21 jogos pelo Coelho em 112 dias. Já em 2022, a mesma marca foi atingida em apenas 89 dias. Ou seja, pouco mais de três semanas de diferença.
 
 


Compartilhe