UAI

2

Pouco tempo de trabalho e gramado ruim: Turco avalia estreia pelo Atlético

Galo ficou no empate por 1 a 1 contra o Villa Nova no estádio Castor Cifuentes

26/01/2022 23:42 / atualizado em 27/01/2022 00:28
compartilhe
Turco comemorou o fato de nenhum jogador do Galo ter se lesionado
foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Turco comemorou o fato de nenhum jogador do Galo ter se lesionado

O técnico Antonio 'El Turco' Mohamed estreou pelo Atlético com o empate por 1 a 1 contra o Villa Nova, no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro. Na avaliação do treinador, o time teve dificuldades para se impor especialmente pelo gramado do 'Alçapão do Bonfim'. De acordo com o técnico argentino, os jogadores alvinegros tiveram muitas dificuldades pelo campo 'desnivelado'.


"Me parece que o gramado para dominar a bola estava muito complicado, muito difícil. Também tivemos pouco tempo de trabalho. Os jogadores estão fazendo parte física, condicionamento, e por isso a equipe ficou um pouco cansada", disse Turco, que ressaltou as dificuldades do Galo em relação à parte física - o jogo aconteceu no 10° dia de pré-temporada da equipe.

Na avaliação do treinador, o curto tempo de trabalho teve impacto na falta de entrosamento do time - vale ressaltar que o Galo jogou com uma equipe reserva e teve a estreia de quatro jogadores. Mas, para Turco, a principal dificuldade foi em trabalhar em velocidade no gramado do estádio do Villa.

"É uma possibilidade, que falta tempo de treinamento. Mas também, mover a bola nesse campo, com muita velocidade, é muito difícil, precisa de mais tempo para controlar a bola. Isso dificultou muito, foi nosso maior impedimento. Temos que seguir trabalhando e melhorando".

Depois de um primeiro tempo de raras chegadas ao ataque, o Galo melhorou na etapa final. Um dos responsáveis pelo crescimento da equipe na partida foi Matías Zaracho, um dos destaques do elenco alvinegro. Para Antonio Mohamed, o meia argentino, autor da assistência para o gol de Dylan, deu mais controle da posse de bola ao time atleticano.

"Zaracho nos deu mais hierarquia, controle de bola no meio-campo. A gente não tinha o controle da bola. No segundo tempo, melhoramos isso, ficamos todo o segundo tempo no campo do rival e, por isso, conseguimos o empate. Não permitimos transições do adversário. Não fomos precisos na hora de gerar ocasiões de gols, isso vai acontecer com mais trabalho, mas também é muito difícil jogar nesse tipo de campo desnivelado. Não é desculpa. É onde temos que jogar".

Villa Nova 1 x 1 Atlético: fotos do jogo que marcou estreia de 'El Turco' no Galo


Sem lesões

Por ter apenas dez dias de trabalho, com os jogadores longe da melhor forma física, Turco tinha receio em perder algum atleta por lesão. Após a partida, ele comemorou o fato de ninguém se machucar.

"O mais importante é que com, somente uma semana de trabalho, não tivemos nenhum jogador lesionado e que também conseguimos o empate. O segundo tempo foi bom, a equipe melhorou no segundo tempo. Isso é o melhor que a gente pode dizer", concluiu.

O Atlético volta a campo no próximo sábado, às 16h30. O Galo buscará a primeira vitória no Campeonato Mineiro contra o Tombense, no Independência.

Compartilhe