UAI

2

Atlético 'economizou' R$ 23 milhões com saída de Diego Costa, diz dirigente

Valor seria pago ao atleta em forma de luvas, salários, premiações e comissões

31/01/2022 08:15 / atualizado em 31/01/2022 13:17
compartilhe
Diego Costa fez apenas 19 jogos com a camisa do Galo
foto: Pedro Souza/Atlético

Diego Costa fez apenas 19 jogos com a camisa do Galo

A maior novela do Atlético na pré-temporada envolveu o nome de Diego Costa. Infeliz no clube, ele pediu à diretoria a rescisão contratual. Após algumas negociações, o jogador deixou o Alvinegro sem qualquer tipo de multa. A notícia incomodou os torcedores, que esperavam o pagamento de uma taxa pela quebra contratual.

O Atlético não havia divulgado muitos detalhes do acordo, mas alegou que tinha algumas pendências financeiras com Diego Costa e que tudo foi resolvido na negociação. Mas, em entrevista exclusiva ao Superesportes, o vice-presidente do clube, José Murilo Procópio, revelou que o Galo economizou R$ 23 milhões com a saída antecipada do centroavante.

"O Diego Costa tinha um contrato, que se encerraria no fim do ano, com luvas parceladas até o fim do vínculo. O Atlético fez uma composição e fez um acerto com ele. Ele tinha valores a receber de premiação e tinha uma multa grande para acertar. Fizemos um acordo. Tivemos uma desoneração, onde está incluído impostos, salários, imagem, bônus e comissões, de R$ 23 milhões. A economia que fizemos por ele sair um ano antes do fim do contrato", disse o vice-presidente.

Para José Murilo Procópio, a saída de Diego Costa foi boa para todos os lados. O dirigente entende que a passagem do atacante foi boa pelo Galo, mas que um jogador insatisfeito poderia atrapalhar o elenco na atual temporada.

"Foi bom enquanto durou. Ter uma pessoa no grupo que não está satisfeita não fica legal. Liquidamos dessa forma esse acordo de rescisão", completou.

Diego Costa pediu a rescisão contratual no fim do ano passado. O clube tentou mudar a ideia do jogador, mas foi em vão. A decisão já estava tomada pelo atacante, que fez apenas 19 partidas com a camisa alvinegra.

O centroavante de 33 anos deixou o clube após curta passagem de menos de cinco meses. No período, o hispano-brasileiro fez 19 jogos, marcou cinco gols, deu uma assistência e conquistou dois títulos: o da Copa do Brasil e o do Campeonato Brasileiro.

Veja os melhores time do mundo, de acordo com a IFFHS



Dono de um dos maiores salários do elenco, Diego foi anunciado como reforço do Atlético em 14 de agosto de 2021 e apresentado oficialmente no dia 19, em evento no local onde está sendo construída a Arena MRV. A ideia inicial era tê-lo no clube na inauguração do estádio, agendada para 2023.

A passagem pelo Atlético, porém, foi curta e de pouco brilho. Diego foi importante nas poucas vezes em que esteve em campo, mas conviveu com problemas físicos.

Por isso, desfalcou a equipe em compromissos decisivos, como as partidas de volta da semifinal da Copa Libertadores contra o Palmeiras e da final da Copa do Brasil diante do Athletico-PR. Suspenso, o experiente centroavante também não jogou contra o Bahia, jogo que garantiu o título do Campeonato Brasileiro ao Atlético.

Com o acordo de rescisão, Diego Costa fica livre para acertar com qualquer outro clube. Há interessados tanto no futebol brasileiro, quanto no exterior. O Corinthians foi um dos que demonstrou desejo em tê-lo para 2022.

Compartilhe