UAI

2

'Tô chegando': Alonso posta mensagem misteriosa e empolga torcida do Galo

Atlético tenta liberação do Krasnodar, da Rússia, para anunciar retorno do zagueiro por empréstimo

11/03/2022 15:47
compartilhe
Junior Alonso, ex-Atlético, com a camisa do Krasnodar, da Rússia
foto: Divulgação

Junior Alonso, ex-Atlético, com a camisa do Krasnodar, da Rússia

O zagueiro Junior Alonso, do Krasnodar, da Rússia, publicou uma mensagem misteriosa nas redes sociais na tarde desta sexta-feira e empolgou os torcedores do Atlético. Com um vídeo mostrando uma série de treinos em uma academia, o defensor paraguaio postou uma legenda em português: 'Eu tô chegando'.

A postagem foi suficiente para deixar os atleticanos ainda mais ansiosos pelo retorno do capitão dos grandes títulos conquistados na última temporada. Veja abaixo.


Atlético e Junior Alonso já se acertaram. Mas, para que o retorno do paraguaio à Cidade do Galo seja concretizado, é necessária a liberação do Krasnodar, clube russo que detém os direitos do jogador. E as recentes movimentações do mercado envolvendo outros atletas animam os dirigentes alvinegros. 

No último dia 3, o Krasnodar anunciou a suspensão contratual de oito jogadores - entre eles, o ex-zagueiro do Atlético. A medida foi tomada após a invasão da Rússia à Ucrânia, que deu início à guerra. 

Dos oito, dois não aceitaram a medida e rescindiram o vínculo com o Krasnodar: o sueco Victor Klasson e o francês Remy Cabella. A dupla está livre para assinar contrato com qualquer outro clube. 

Este não é o caminho que Alonso deseja seguir. O estafe do zagueiro de 29 anos trabalha para conseguir a liberação do Krasnodar para um empréstimo ao Atlético até o fim de 2022.

Atlético divulga novas fotos das obras na Arena MRV



Espaço na folha


O diretor de futebol do Atlético, Rodrigo Caetano, disse que há espaço na folha de pagamento do clube para Junior Alonso. De acordo com o dirigente, as saídas de alguns atletas no início do ano (Diego Costa, Nathan, Alan Franco, Hyoran) deixam margem para investimento.

"Se tiver a oportunidade de melhorarmos o que é bom, a gente tem que tentar sempre. Isso não é demérito para quem está aqui, pelo contrário. Incorporar atletas que têm identificação, que gostam do clube, por que não fazer? Nosso problema é a capacidade de investimento, claro que há movimentos para adequar a folha que são sempre necessários, mas isso não é o maior impacto hoje, porque a gente já fez alguns movimentos nesta virada de ano. É obrigação nossa ficar atento a este tipo de oportunidade", disse o diretor de futebol do Galo, em entrevista ao canal do jornalista Breno Galante. 

Alonso foi capitão do Atlético nos títulos do Campeonato Mineiro, do Brasileiro e da Copa do Brasil no ano passado. Peça fundamental do forte sistema defensivo armardo pelo técnico Cuca, o zagueiro despertou o interesse do Krasnodar, que topou pagar 8,2 milhões de dólares (cerca de R$ 46,4 milhões) para tirá-lo do Atlético em janeiro.

Compartilhe