UAI

2

Atlético relembra 15 anos do 'gol de costas' com provocação ao Cruzeiro

'Destacamos o 4º (gol), do Vanderlei, porque tem gente que até hoje não viu', publicou o Galo nas redes sociais, se referindo ao goleiro Fábio, ex-Raposa

29/04/2022 12:35 / atualizado em 29/04/2022 12:44
compartilhe
Vanderlei, do Atlético, marcou o 'gol de costas' sobre Fábio, do Cruzeiro
foto: Divulgação/Atlético

Vanderlei, do Atlético, marcou o 'gol de costas' sobre Fábio, do Cruzeiro


O Atlético relembrou, nesta sexta-feira (29), os 15 anos da vitória por 4 a 0 sobre o Cruzeiro, na partida de ida da final do Campeonato Mineiro de 2007. Com direito a provocação ao rival celeste, o clube destacou o famoso 'gol de costas', marcado por Vanderlei em cima de Fábio.
 
Na ocasião, o goleiro da Raposa ainda reclamava do terceiro gol do alvinegro, marcado de pênalti pelo meia-atacante Marcinho. Quando caminhava em direção à meta, sem perceber a saída de bola, foi surpreendido com a finalização de Vanderlei.

Nas redes sociais, o Atlético destacou o lance e provocou o rival ao mencionar 'tem gente que até hoje não viu' o gol marcado no Mineirão, se referindo a Fábio.


 
"15 anos! Num 29/4, mas de 2007, o Galo vencia por 4 a 0 e encaminhava mais um título mineiro. Éder Luís, Danilinho e Marcinho iniciaram o atropelo. Passamos esses três bem rápido e destacamos o 4º, do Vanderlei, porque tem gente que até hoje não viu... (sic)", publicou.

Os erros do Cruzeiro no lance começaram bem antes daquele que ficou conhecido como 'gol de costas'. O atacante cruzeirense Araújo deu dois toques na bola ao reiniciar a partida, o que é proibido pela regra.

Vanderlei aproveitou a omissão do árbitro, antecipou-se à defesa e concluiu de longe, tirando proveito da falta de atenção de Fábio.

Em entrevista ao Superesportes em 2012, Vanderlei definiu o lance como um dos melhores de sua trajetória no futebol.

"Posso dizer que é um momento magnífico da minha carreira. É um feito que ficará guardado na memória de muitos durante décadas. Como a jogada foi rápida e o lance é inusitado, talvez não se repita no futebol, principalmente num clássico", relembrou.

O lance está eternizado pelos atleticanos e virou até música: "Vi o gol do Vanderlei, e o Fábio lá de costas a chorar", canta a torcida alvinegra até os dias atuais.

Além de Vanderlei e Marcinho, Éder Luís e Danilinho completaram a vitória alvinegra naquele dia.

Vencedores da 21ª edição do Troféu Telê Santana

Provocações recentes


Na era digital, Atlético e Cruzeiro têm aproveitado as redes sociais para 'cutucar' o rival. Em 2022, a Raposa felicitou os 114 anos do Galo com uma publicação feita às 18h01, em alusão à goleada de 6 a 1, em 2011, na última rodada do Campeonato Brasileiro.

"Tem certas coisas que não dá para a gente esquecer. Parabéns ao nosso grande rival, Atlético", escreveu a Raposa.

Poucos dias depois, os alvinegros devolveram a provocação, ao comemorar o título do Campeonato Mineiro. "Realmente, tem certas coisas que não dá pra gente esquecer. Boa segunda, pessoal!", publicou o Atlético, às 9h02, se referindo à goleada de 9 a 2 aplicada sobre o rival em 1927.

Nos últimos anos, os clubes deixaram o clima hostil de lado e mudaram as estratégias nas plataformas digitais. Após o título de bicampeão brasileiro do Atlético em 2021, a equipe celeste postou: "Agora são 16 títulos de expressão em Minas Gerais. Deixa eu contar quantos tenho aqui na Toca...".

Em 2019, quando o Cruzeiro foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o Galo alfinetou os celestes desejando que seus torcedores tivessem uma "uma ótima SEGUNDA!".

Veja 50 jogadores com contrato até o fim da temporada 2022



Compartilhe