UAI

2

Turco vê ataque do Galo pouco efetivo contra Goiás: 'Não matamos o jogo'

Atlético teve 21 finalizações a gol, contra sete do Esmeraldino; clube alvinegro também foi soberano na posse de bola

30/04/2022 22:21 / atualizado em 30/04/2022 22:40
compartilhe
Turco Mohamed reclama de chances perdidas pelo Atlético em empate com Goiás
foto: Pedro Souza/Atlético

Turco Mohamed reclama de chances perdidas pelo Atlético em empate com Goiás

O empate do Atlético por 2 a 2 com o Goiás, neste sábado (30), no estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro, acendeu um sinal de alerta no técnico Antonio Turco Mohamed. O Galo esteve à frente no placar em duas oportunidades, mas caiu de rendimento e deixou o adversário igualar o marcador no segundo tempo. 
 
 

"Nós não tivemos a capacidade para matar o jogo, essa é a realidade. Tivemos muitas oportunidades, o controle da partida, muitas finalizações claras, mas não adiantou. Se ganha é com gols. Não fomos capazes de fazer os gols e teremos que melhorara nesse aspecto", disse.  
 
O Atlético foi dominante na maior parte do tempo, mas não conseguiu ser eficiente. O Galo teve 70% de posse de bola contra 30% do Goiás, como mostra o aplicativo de análises 365score.   
 
A reclamação de El Turco pode ser vista nos números efetivos do Atlético no jogo. A equipe finalizou 21 vezes, mas só cinco foram em direção à meta do Goiás. O time goiano, no entanto, deu sete chutes, sendo dois na meta alvinegra.  

"No futebol pode acontecer, e está acontecendo. Porém, se ganha é com gols. Nós não tivemos a capacidade para converter as finalizações claras. A equipe teve o controle da partida, mas cometemos erros defensivos e não fomos capazes de concluir bem as jogadas. A verdade é que essa foi uma partida para se ganhar por três gols, mas não aconteceu", avaliou.
 

O jogo

 

Goiás 2 x 2 Atlético: fotos do jogo na Serrinha pelo Brasileiro

 
O Atlético abriu o placar contra o Goiás aos 38 minutos do primeiro tempo, com Hulk. O atacante recebeu passe de Nacho Fernández na meia lua, ajeitou e bateu colocado no canto direito do goleiro Tadeu. 
 

O adversário chegou ao gol de empate aos sete minutos da segunda etapa. Em jogada de contra-ataque pela direita, o meio-campista Elvis cruzou na medida para o Apodi balançar as redes. Livre de marcação, o lateral-direito subiu para cabecear no ângulo direito do goleiro Everson.
 
 
Três minutos depois de ter a defesa vazada, o Galo pulou à frente no placar novamente. Arana cruzou na cabeça de Eduardo Vargas, que mandou a bola no contrapé de Tadeu. 
 
 
Após o gol marcado, o Atlético desperdiçou algumas boas chances de ampliar com Vargas e o zagueiro Nathan Silva, que parou na trave. Ademir também havia acertado o poste ainda no início do segundo tempo. 
 
 
O Esmeraldino, no entanto, conseguiu deixar tudo igual aos 35'. Em mais um lance livre dentro da área, Apodi finalizou para o gol, mas a bola explodiu no braço de Arana. O árbitro Bruno Arleu de Araújo consultou o VAR e assinalou a penalidade máxima. Na cobrança, Elvis converteu.

Com o resultado, o Atlético desperdiçou a chance de assumir a liderança provisória da Série A. Agora, o Alvinegro soma oito pontos e está empatado com o RB Bragantino na primeira posição, mas perde no saldo de gols (5 contra 3). Já o Goiás está na 19ª colocação, com apenas dois pontos. 

Compartilhe