UAI

2

Atlético leva gol a cada 7,5 finalizações dos rivais no Brasileirão

Sistema defensivo caiu de rendimento nos últimos jogos na competição; Galo busca reabilitação após três resultados negativos na Série A

10/05/2022 06:00 / atualizado em 10/05/2022 09:22
compartilhe
Turco Mohamed tenta ajustar problemas defensivos do Atlético
foto: Pedro Souza/Atlético

Turco Mohamed tenta ajustar problemas defensivos do Atlético

Depois de iniciar o Campeonato Brasileiro com duas vitórias e nenhum gol sofrido, o Atlético caiu de rendimento na competição. Nos últimos três jogos, foram dois empates e uma derrota, com seis gols sofridos. O desempenho vem preocupando o torcedor, especialmente pela queda de produção da equipe durante as partidas.



Em cinco partidas, o Atlético cedeu 45 finalizações aos adversários. Destas, seis balançaram as redes, média de um gol a cada 7,5 chutes dos rivais. O Galo é o terceiro pior nesta estatística na Série A.

Apenas os adversários de Fortaleza e Juventude precisam de menos finalizações para balançar as redes. Para marcar no time cearense, são necessários 6,8 chutes por jogo. Já para fazer gol na equipe gaúcha os rivais chutam 7,4 vezes por partida.

O foco do Atlético está em melhorar os números no sistema defensivo. Para o próximo jogo, a equipe terá de volta o zagueiro Nathan Silva e o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que desfalcaram a equipe por suspensão na 
derrota por 2 a 1 para o América.


Nathan, inclusive, admitiu os problemas do Galo na defesa e espera correção nas próximas partidas.

"A gente está procurando evoluir nesse quesito onde somos muito fortes. Toda a equipe tem essa mentalidade de que não podemos ficar sofrendo gols. Temos que buscar esse equilíbrio dentro da partida. É procurar evoluir no dia a dia e ajustar alguns detalhes importantes para não continuar sofrendo gols, pois temos um ataque muito poderoso, que pode marcar gol a qualquer momento", comentou o defensor. 



Como citou Nathan, o Atlético ficou marcado no ano passado por ter uma forte defesa. Foram apenas 34 gols sofridos em 38 jogos disputados no título brasileiro de 2021. 

Trabalho coletivo


Após a derrota para o América no último sábado, o goleiro Everson citou o momento ruim do Galo, mas ressaltou que os problemas não são apenas por erros defensivos e sim de falha no trabalho coletivo de toda a equipe.

"Nesses últimos cinco jogos, infelizmente a gente vem tomando gols. Assim como nós do sistema defensivo nos cobramos para dar suporte ao sistema ofensivo, a gente também precisa um pouco da ajuda deles. Não tomando gol, a gente tem uma equipe muito qualificada no ataque que pode resolver lá na frente", afirmou.

E Everson tem razão. Nos últimos cinco jogos, o Galo marcou em todos, mas só conquistou uma vitória (também contra o América, pela Libertadores). Foram ainda três empates e uma derrota.

A chance de dar a volta por cima será na próxima quarta-feira, às 20h30, contra o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, em jogo adiantado da sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Arena MRV está 55% pronta; veja fotos inéditas



Compartilhe