UAI

2

Reforço do Atlético, Pavón, ex-Boca, desembarca em BH para ser anunciado

Ponta argentino jogou a Copa do Mundo de 2018 e chegará ao Galo sem custos, pois seu contrato com o Boca Juniors termina em 30 de junho

26/05/2022 23:33 / atualizado em 26/05/2022 23:49
compartilhe
Pavón desembarcou em Belo Horizonte nessa quinta-feira (26)
foto: Instagram do atleta Pavón

Pavón desembarcou em Belo Horizonte nessa quinta-feira (26)

O ponta Pavón desembarcou em Belo Horizonte nesta noite de quinta-feira (26). O jogador está vinculado ao Boca Juniors-ARG até 30 de junho, porém ele já está negociado com o Galo e integrará o elenco alvinegro na segunda metade de 2022. A chegada em BH foi noticiada pelo portal Fala Galo. 
Com o contrato chegando ao fim, Pavón fez um acordo com o Atlético e poderá jogará a partir do fim do seu vínculo com o Boca Juniors. A contratação já havia sido confirmada por Turco Mohamed. Na sexta-feira da última semana (20), o técnico atleticano afirmou que o clube contará com o ponta a partir de junho.

Já Rodrigo Caetano, em entrevista ao Superesportes nesta quinta-feira (26), seguiu com a sua postura de não confirmar as contratações. "Se ele cumprir o contrato com o Boca e entender que o Galo é uma boa casa, aí acho que o Turco vai confirmar ele lá por julho", disse o diretor de futebol, em tom bem-humorado.

Quem é Cristian Pavón, novo reforço do Atlético?

 

Cristian Pavón tem 26 anos e é cria da base do Talleres-ARG. Entretanto, o atacante se destacou pelo Boca Juniors-ARG, equipe que defendeu desde 2014. Durante a sua longa passagem pela tradicional equipe argentina, o ponta foi emprestado ao Colón-ARG em 2014 e para o Los Angeles Galaxy, clube estadunidense, em 2019. O sucesso no seu país o proporcionou uma vaga no elenco da Argentina para a Copa do Mundo de 2018. 
 
A última vez que ele vestiu a camisa do Boca Juniors foi no dia 11 de dezembro de 2021, na vitória por 8 a 1 sobre o Central Córdoba Estero, pelo Campeonato Argentino. Na ocasião, ele marcou dois gols e deu duas assistências. 
 
Antes de iniciar conversas com o atacante, o Galo investigou a vida do argentino tanto dentro das quatro linhas quanto fora delas. Causou preocupação a acusação de violência sexual feita por Gisela Marisol Doyle contra o jogador, em fevereiro de 2021. Contudo, o clube investigou o caso e acredita que não há nada que possa macular a imagem do atleta. 
 
"A gente mandou fazer uma análise dessa acusação. E, pelo que foi constatado pelo nosso representante, isso já foi contornado e não tem nada que possa pesar contra o jogador", disse o advogado e vice-presidente do Atlético, José Murilo Procópio, em entrevista ao Superesportes em março.
 



Compartilhe