UAI

2

Luizinho sobre os 5 gols do Flu: 'O meio não deu proteção aos zagueiros'

Ex-defensor do Atlético entende que falhas na derrota por 5 a 3 para o Fluminense foram fruto de problemas no sistema defensivo, e não só dos zagueiros do Galo

09/06/2022 11:44 / atualizado em 09/06/2022 12:27
compartilhe

Luizinho, um dos principais jogadores da história do Galo, diz que derrota para o Flu foi fato isolado
foto: Euler Junior/EM/D.A Press - 23/12/2008

Luizinho, um dos principais jogadores da história do Galo, diz que derrota para o Flu foi fato isolado

Um dos maiores zagueiros da história do futebol brasileiro, com certeza o melhor do Atlético, de todos os tempos, Luizinho assistiu ao jogo em que o Galo levou cinco gols do Fluminense, mas não viu esse bicho de sete cabeças que muita gente está pregando.

Fluminense x Atlético: as fotos dos gols do Tricolor no Maracanã



"Não foi erro da defesa e sim do sistema. O meio-campo não deu a proteção necessária aos zagueiros e aquele garoto Luiz Henrique acabou com o jogo. Ele desequilibrou. O torcedor tem a mania de culpar a defesa, mas joguei ali e sei muito bem como funciona", disse o ex-zagueiro atleticano, nesta entrevista exclusiva. 



Ele afirma ter visto um "jogaço" e aposta que o alvinegro vai brigar pelos títulos na temporada. Também vê o time bem estruturado, com o trabalho de Turco Mohamed: "O Galo vai disputar todos os títulos, porque tem um time organizado. O que aconteceu ontem foi um jogo isolado, mas se o Galo tivesse vencido por 5 a 3, o que poderia ter acontecido, todos estaríamos radiantes. Não vi nada de anormal, apenas um jogaço, que gostaria de ver a cada rodada".

Com a prerrogativa de quem jogou com os melhores jogadores do mundo e fez parte da Seleção Brasileira de 1982, altamente técnica e que privilegiava o gol, Luizinho assegura que não trocaria o Galo de 1980 por nenhum outro, pois só havia gênios da bola.

Fluminense x Atlético: as fotos dos gols do Galo

 

 



Confira a entrevista na íntegra


O Galo levou cinco gols no melhor jogo do Brasileiro até aqui, e tem gente massacrando a defesa do time. O que você achou?


Achei que foi um jogaço, com várias oportunidades, e que o Atlético também poderia ter vencido por 5 a 3, ou empatado em 5 a 5. A gente tem visto tantos jogos ruins, com muitas faltas e sem criatividade, que quando assiste a um jogo como o de ontem, relembra a grande fase do futebol brasileiro. Claro que o atleticano está chateado porque perdeu, mas vi um jogo muito igual e qualquer um poderia ter saído vencedor.

Você acha que a defesa errou muito?


Não foi erro da defesa e sim do sistema. O meio-campo não deu a proteção necessária aos zagueiros e aquele garoto Luiz Henrique acabou com o jogo. Ele desequilibrou. O torcedor tem a mania de culpar a defesa, mas joguei ali e sei muito bem como funciona. Vale lembrar que a proposta das duas equipes era pelo gol, e isso tem que ser levado em conta. O Atlético poderia ter fechado um pouco mais, quando diminuiu para 3 a 2, porém, a opção do treinador foi sempre de vencer e marcar mais gols. Acontece.

Você acha que a defesa do Galo é uma peneira?


De jeito nenhum. O Galo é campeão brasileiro e da Copa do Brasil, com uma das zagas mais firmes das competições. Quando o meio-campo trabalha para proteger a defesa, a coisa funciona. Ontem, vimos um meio-campo mais preocupado em criar, o que também é bom. Mas vai explicar isso para o atleticano (risos). Foi um jogo como nos velhos tempos, com ousadia, busca pelo gol, e é claro que a defesa sempre ficará exposta. A do Flu também ficou, tanto que o Fábio fez defesas importantes.
 

O jogo de ontem lembrou a sua época de jogador?


Claro que sim. Foi um grande jogo e na nossa época, em que havia 11 grandes jogadores de cada lado e muitos craques os placares eram assim também. A geração atual é que não conhece muito bem a história. Tíhamos Atlético, Flamengo, Inter, São Paulo, Fluminense, Vasco, Corinthians e outras equipes com grandes times e os placares eram elásticos, pois privilegiávamos o gol, a arte. E tínhamos grandes zagueiros, que davam conta do recado, marcando craques. Hoje o futebol está muito feio, sem plasticidade, sem emoção. Por isso, o jogo foi espetacular, levando em conta a busca pelo gol e o placar. Mas é claro que ninguém gosta de perder.

Você trocaria a sua época pelos milhões que os jogadores ganham hoje?


De jeito nenhum. Joguei com os melhores do mundo, tive o privilégio de jogar com Reinaldo, um dos maiores depois do Pelé. Enfrentávamos grandes equipes a cada fim de semana. E ganhávamos muito bem. Claro que hoje não há limite e tem muita coisa errada, mas a minha época foi a melhor de todos os tempos. Eu não trocaria por nada nesse mundo. Fui feliz e joguei com os grandes gênios da bola, de todos os tempos.

O Galo perdeu quando podia. Está a dois pontos do líder. E tem gente incomodada...


Concordo com você. O Galo vai disputar todos os títulos, porque tem um time organizado. O que aconteceu ontem foi um jogo isolado, mas se o Galo tivesse vencido por 5 a 3, o que poderia ter acontecido, todos estaríamos radiantes. Não vi nada de anormal, apenas um jogaço, que gostaria de ver a cada rodada.

Qual o melhor Atlético de todos os tempos, o de vocês, de R10 ou o de Hulk?


Em termos de taças, os dois últimos, pois eles tiveram conquistas expressivas. Porém, tecnicamente, esqueçam, o nosso era infinitamente superior. Você ter Reinaldo, Cerezo, Éder e ciompanhia não é para qualquer um. Infelizmente, fomos muito prejudicados pela arbitragem, mas, quem conhece o verdadeiro futebol sabe muito bem que o nosso time, da década de 1980, marcou época e está no coração de cada atleticano e de todos os torcedores que gostam do futebol jogado de verdade, com corpo, alma e qualidade. A minha geração foi privilegiada nisso. Sou feliz por ter jogado no Atlético de mais qualidade e craques de todos os tempos. 

Fluminense 5 x 3 Atlético: veja memes da derrota do Galo



Compartilhe